Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

X Bienal da Máscara “Mascararte” volta às ruas de Bragança

Os Gaiteiros de Lisboa protagonizam um dos momentos mais especiais com o espetáculo “Bestiário”, no Teatro Municipal de Bragança.

123

Publicidade

As máscaras voltam a ser protagonistas em Bragança, com a realização da X Bienal da Máscara – Mascararte que, de 25 de novembro a 6 de dezembro, decorre sob a temática “Mascaradas Raianas – Mascaradas de Inverno da Raia Ibérica do antigo território Zoela”.

Um evento que inclui um programa diversificado com iniciativas para todos os públicos e todas as idades, como o Laboratório de Máscaras, nos primeiros dois dias da Mascararte.

Estas oficinas, orientadas por docentes, alunos e ex-alunos da Escola Superior de Educação, destinam-se a alunos dos 4.ª e 5.ª anos dos agrupamentos de escolas de Bragança, que vão construir máscaras a partir de diversos materiais, como pacotes de leite, papel e tecidos, que serão utilizadas no desfile do Carnaval dos Caretos, no próximo ano.

Outra das novidades da X Bienal da Máscara é a criação de um Circuito de Visitação, pelo Centro Cultural Municipal Adriano Moreira, Centro de Fotografia Georges Dussaud e Museu Ibérico da Máscara e do Traje, a partir do qual os visitantes podem conhecer exposições temáticas, como “Mascaradas de Inverno da Raia Ibérica”, “Mascaradas Raianas” e “Um outro olhar sobre a máscara”.

Já a componente pedagógica e “científica” estará assegurada com a apresentação do catálogo da IX Bienal da Máscara – Mascararte 2019 e do livro “Mascaradas de la Península Ibérica”, o lançamento do documentário “Villanueva de Valrojo: demónios e antruejos”, a realização do fórum “O Papel das comunidades nos Rituais das Festas de Inverno” e a conferência “Máscaras em Trás-os-Montes: tipologias, topologias e metodologias de pesquisa”.

Para as famílias, vai ser preparado o workshop “Uma nova visão sobre a máscara”, no Centro de Arte Contemporânea Graça Morais.

Os Gaiteiros de Lisboa protagonizam um dos momentos mais especiais com o espetáculo “Bestiário”, no Teatro Municipal de Bragança.

Um dos pontos altos da Mascararte continua a ser o desfile de centenas de mascarados, dos dois lados da fronteira, pelas ruas do Centro Histórico, que terminará com a queima do Mascareto, antecedida por performances de alunos do Conservatório de Música e Dança de Bragança e de grupos de Caretos locais, junto ao Castelo de Bragança, sob a temática “O Conflito dos dois mundos – Bem e Mal”.

De 25 a 28 de novembro, o Espaço da Máscara, Mostra de Artesãos estará instalado no Centro Cultural Municipal Adriano Moreira, onde estarão à venda e expostos trabalhos de alguns dos mais conhecidos artesãos do Concelho.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Bragança

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade