Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Vilares da Vilariça vai receber Jornadas Imersivas para a Sustentabilidade

As Jornadas consistem num campo experimental único sobre sustentabilidade onde, “durante 5 dias vivenciais poderemos aprender e conviver intensamente, em conjunto ou através de Laboratórios & Workshops sobre água, energia, alimentação, bioconstrução, economia circular e alimentação, de Open Talks, e de Experiências Gastronómicas”.

326

A Inteligência Local, Associação para a Regeneração, Desenvolvimento, e Governanças das Economias Locais, vai implementar no concelho de Alfândega da Fé a “RegenEra Aldeia 2030 – Smart Village”, um projecto que num modelo sociocrático de governança, vai colocar os cidadãos e cidadãs da aldeia de Vilares da Vilariça no centro da construção das suas próprias soluções, necessidades, desafios, sonhos e oportunidades.

O principal objectivo, dizem os promotores deste projeto, é criar um Laboratório “de experimentação social, capaz de se desenvolver de um modo forte, próspero e resiliente que desempenhará um papel significativo e decisivo para um modelo de regeneração dos ecossistemas rurais. Capaz de ser um playground criativo onde muitas ideias podem ser testadas e experimentadas. Um caminho para se repensar o futuro da humanidade, atraindo novos povoadores”.

A iniciativa integra-se nas “Jornadas Imersivas para a Sustentabilidade”, cuja primeira edição irá ocorrer de 28 de outubro a 1 de novembro de 2022, na aldeia de Vilares da Vilariça, concelho de Alfândega da Fé.

Realizadas anualmente, estas jornadas proporcionarão tempos e espaços para importar e semear conhecimento, viver uma parte da intenção do todo, revisitar os saberes locais, atrair pessoas para agregarem valor, consciencializar para um lugar de interconexão, resiliência, práticas coletivas e de propósitos”, garante a Inteligência Local.

As Jornadas consistem num campo experimental único sobre sustentabilidade onde, “durante 5 dias vivenciais poderemos aprender e conviver intensamente, em conjunto ou através de Laboratórios & Workshops sobre água, energia, alimentação, bioconstrução, economia circular e alimentação, de Open Talks, e de Experiências Gastronómicas”.

Acreditamos que assim estaremos a nutrir um estilo de vida mais saudável, com menos pressa, com mais autoconhecimento, com mais sentido de colaboração e troca de conhecimento e com respeito pelo indivíduo, pelo coletivo e também pela natureza, abrindo, assim, caminho para uma nova forma de habitar no nosso planeta e viver coletivamente“, concluem os organizadores das jornadas.

Publicidade

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade