Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Vendas automóvel em 2022 devem manter-se próximas do ano anterior

Indústria automóvel atravessa uma crise, mas as vendas dos SUV aumentam em todo o mundo. SUV representam 42% das vendas em Portugal, 45% no Mundo e 38% na União Europeia.

231

Publicidade

A indústria automóvel está a atravessar uma grave crise que tem afetado todo o setor, desde os construtores até aos fornecedores de equipamentos e distribuidores. Esta crise, desencadeada pela pandemia da Covid-19, começou por paralisar fábricas e fechar os concessionários. No entanto, hoje, a crise está mais ligada às dificuldades existentes no que toca ao fornecimento de componentes eletrónicos. Uma crise sem precedentes que se traduz na escassez de automóveis.

Neste contexto, a previsão de crescimento do Observador Cetelem Auto 2022 para o sector automóvel para este ano é de 0,14%. Uma previsão sustentada pela expectativa de normalização dos fornecimentos de chips. Assim, se esta ocorresse no final de 2022, o mercado manter-se-ia próximo do seu nível de 2021.

SUV são a aposta do mercado

Para dar a volta à crise, os construtores têm vindo a concentrar-se mais na produção de veículos com margens mais elevadas como é o caso dos SUV.

Este é o tema do estudo global do Observador Cetelem Automóvel 2022, com o objetivo de explorar as perspetivas destes veículos nos próximos anos, compreendendo de que forma são percecionados e estão a ser acolhidos pelos consumidores. Um trabalho que inquiriu 11 000 pessoas, de 17 países: África do Sul, Alemanha, Bélgica, Brasil, China, Espanha, Estados Unidos da América, França, Itália, Japão, México, Noruega, Países Baixos, Polónia, Portugal, Reino Unido e Turquia.

Até então, e apesar da crise no setor automóvel, a trajetória dos SUV têm sido um sucesso. Continuam a aumentar as suas vendas, sendo, no caso português, o formato de carroçaria mais vendido, atingindo uma quota de mercado em Portugal em 2021 na ordem dos 42%, de acordo com a ACAP – mais 25 p.p. quando comparado com 2015, sendo os três SUV mais vendidos o Peugeot 2008, o Renault Captur e o Hyundai Kauai.

O sucesso dos SUV sente-se em todo o mundo. Segundo os dados, apesar de todas as controvérsias existentes em torno destes veículos – como o seu impacto ambiental -, os SUV já são um sucesso global, sendo a escolha de cada vez mais consumidores. Os dados revelam que representam 45% das vendas a nível mundial e 38% na União Europeia, de acordo com federações profissionais e institutos de estatística.

Metodologia
O inquérito quantitativo aos consumidores foi realizado pela Harris Interactive de 3 a 20 de setembro de 2021 em 17 países: África do Sul, Alemanha, Bélgica, Brasil, China, Espanha, Estados Unidos da América, França, Itália, Japão, México, Noruega, Países Baixos, Polónia, Portugal, Reino Unido e Turquia. Um total de 11.000 pessoas foram entrevistadas online (modo de recolha CAWI). Os inquiridos tinham entre 18 e 65 anos e foram selecionados a partir de amostras representativas a nível nacional em cada país. A representatividade da amostra é assegurada pelo método das quotas (sexo, idade). Foram realizadas 3.000 entrevistas em França e 500 em cada um dos outros países.

Publicidade

Fonte desta notícia: Observador Cetelem

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade