Informativo Digital

Vai arrancar em breve a requalificação urbana da vila do Pinhão

545

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

Vai avançar a requalificação urbana da vila do Pinhão, anunciou a autarquia de Alijó, considerando o projeto como estruturante para o concelho e para a região do Douro.

A vila do Pinhão, situada no extremo sul do concelho de Alijó, tem o seu tecido urbano completamente estrangulado e um conjunto de infraestruturas base que carecem de uma rápida e eficiente intervenção urbana. A questão tem sido objeto de um intenso debate na Assembleia Municipal de Alijó, e a autarquia veio agora anunciar que irá ser feito um primeiro investimento de um milhão de euros para a requalificação da vila.

O Pinhão é uma das principais portas de entrada do turismo do concelho, onde chegam anualmente centenas de milhares de turistas que sobem o rio Douro de barco, comboio ou carro, além de ser um importante centro produtor de Vinho do Porto na região.

Segundo José Paredes, presidente da Câmara Municipal de Alijó, em declarações à Agência Lusa, a intervenção no tecido urbano do Pinhão será realizada com recurso a verbas do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE), um financiamento que será ancorado a partir da CIM Douro.

Para já, esta deliberação do conselho intermunicipal veio pôr preto no branco a necessidade premente e urgente de intervir no Pinhão, porque é uma vila considerada uma das principais portas de entrada na região e que permitirá alavancar outros projetos em todo o Douro”, afirmou José Paredes, citado pela Lusa.

Esta intervenção vai ser possível devido a uma reprogramação do PROVERE, programa que beneficiou de um reforço de verbas de cerca de 4,2 milhões de euros, valores de que a CIM Douro será benificiária. Para já, cerca de um milhão será destinado à requalificação da vila duriense do Pinhão”, por ser “um dos lugares âncora da dinâmica económica e turística de toda a região”, disse presidente da CIM Douro, Carlos Silva Santiago, revelando ser este um dos projetos prioritários no quadro das intervenções urgentes da CIM Douro.

José Paredes disse ainda que o projeto de requalificação do Pinhão está orçado em “cerca de 3,2 milhões de euros” que serão repartidos por três fases de intervenção. A primeira fase vai arrancar brevemente e fará uma primeira aplicação de 1 milhão de euros, beneficiando a rua central da vila, Rua António Manuel Saraiva. Nesse âmbito serão criadas condições para estacionamento de veículos, a construção de uma “grande praça”, a criação de trajetos pedonais e a substituição do mobiliário urbano.

José Paredes também informou que o concurso público vai ser lançado em breve, esperando que até ao final deste ano possa estar concluído. A totalidade do projeto de requalificação urbana da vila do Pinhão contempla ainda obras sobre os passeios pedonais, estruturas de saneamento e redes de abastecimento de água.

Publicidade

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade