Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Torre de Moncorvo regressa à época medieval de 12 a 14 de Abril

Partindo da carta de foral, nos vários momentos do programa exploram-se os direitos, os privilégios, bem como os aspetos respeitantes à justiça, economia, administração pública e sociedade local. Paralelamente, não se esquece o importante papel que teve no comércio da região, com a atribuição da carta de feira em 1319, com a duração de um mês, no período Pascal.

435

Publicidade

A edição de 2024 da Feira Medieval de Torre de Moncorvo decorre dias 12, 13 e 14 de abril, no centro histórico da vila. O Foral Dionisino d’El Rei Povoador é o tema escolhido para a XI edição da Feira Medieval de Torre de Moncorvo, sendo que se mantém como figura de destaque El Rei D. Dinis, aliado ao documento régio que cria o concelho da Torre de Mem Corvo: A carta de foral.

Partindo deste documento, nos vários momentos do programa exploram-se os direitos, os privilégios, bem como os aspetos respeitantes à justiça, economia, administração pública e sociedade local. Paralelamente, não se esquece o importante papel que teve no comércio da região, com a atribuição da carta de feira em 1319, com a duração de um mês, no período Pascal.

Em 1281, dois anos após a sua ascensão ao trono, D. Dinis encetou uma visita a este território sob tutela dos homens bons de Santa Cruz da Vilariça. Nesta sua viagem teve ocasião de se aperceber das características da região, decidindo promover uma reorganização política e administrativa, através da criação de novos concelhos com a atribuição de cartas de foral. O primeiro foi precisamente atribuído à Torre de Mem Corvo, em 12 de abril de 1285, extinguindo assim o concelho de Santa Cruz da Vilariça, que tinha foral desde o reinado de D. Sancho II (1225). A este seguiram-se os forais de Vila Flor (1286), Vilarinho da Castanheira (1287), Alfândega da Fé (1294) e Vila Nova de Foz Côa (1299).

Este é o ponto de partida para encetarmos uma viagem histórica à terra do ferro, durante a idade média. Aqui, é possível fazer compras num mercado medieval, participar em repastos nas tabernas, passear pelas ferrarias e mercado do ferro, assistir a várias recriações históricas e temáticas alusivas ao Foral Dionisino da Torre de Mem Corvo.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Torre de Moncorvo