Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Tomou posse o Conselho Sub-Regional de Bragança da Ordem dos Médicos

Cristina Nunes abordou também o programa recentemente lançado ´Mais Médicos´, estando empenhada para colaborar ativamente com a Unidade Local de Saúde do Nordeste, tendo como objetivo definir estratégias conjuntas e programas de incentivos para a captação de médicos para a sub-região, com particular enfoque nas especialidades deficitárias.

482

Publicidade

No seguimento das eleições da Seção Regional Norte da Ordem dos Médicos, foi realizada a cerimónia de tomada de posse da Assembleia e do Conselho Sub-Regional de Bragança. O ato eleitoral no distrito de Bragança registou uma participação de 55% dos médicos eleitores, tendo esta candidatura uma votação muito expressiva ao atingir os 68%, a mais expressiva de toda a região Norte. Esta lista apoiava a candidatura encabeçada por Eurico Castro Alves para presidente do Conselho Regional do Norte, que também venceu o ato eleitoral.

A novo conselho é presidido pela médica de medicina intensiva da Unidade Local de Saúde do Nordeste, Cristina Nunes, que integra uma equipa formada por André Reis, Filipa Faria, Francisco Uriarte Fernandez e Carla Gomes. A Mesa da Assembleia é presidida por Ilda Matos, acompanhada por Luís Pereira e Cristiana Batouxas.

A nova presidente do Conselho Sub-Regional de Braganca começou por agradecer o trabalho e o apoio do presidente cessante, António Andrade, assegurando que vão continuar a trabalhar no sentido “de a Ordem dos Médicos ter sede em edifício próprio, contando com o apoio do senhor presidente da Câmara Municipal de Bragança para encontrar um imóvel na zona história e ceder o imóvel a esta sub-região, em regime de comodato, tal como do presidente do Conselho Regional Norte no apoio financeiro para a requalificação, dignificando assim a presença da instituição no distrito de Bragança”.

Cristina Nunes abordou também o programa recentemente lançado ´Mais Médicos´, estando empenhada para colaborar ativamente com a Unidade Local de Saúde do Nordeste, tendo como objetivo definir estratégias conjuntas e programas de incentivos para a captação de médicos para a sub-região, com particular enfoque nas especialidades deficitárias.

tomadaposseordemmedicosbraganca
Tomou posse o Conselho Sub-Regional de Bragança da Ordem dos Médicos

O reforço da cooperação institucional com os autarcas e outras instituições do distrito, os jovens médicos, a criação e desenvolvimento do Centro de Investigação Académico Clínico como um projecto fulcral na promoção de condições para formação e investigação médica, e voltar a trazer a discussão a possibilidade de abertura de uma Faculdade de Medicina em Bragança deve estar novamente no centro da discussão, foram outros dos temas da sua intervenção.

O presidente do Instituto Politécnico de Bragança, Orlando Rodrigues, reiterou também a importância do Centro de Investigação Académico Clínico para o IPB.

O presidente da autarquia deu a garantia que “vamos trabalhar em conjunto com o objetivo de terem um espaço próprio, aquilo que pretendem para a vossa atividade, e que isso se traduza num melhor serviço para aqueles que queremos servir”. Hernâni Dias salientou aos presentes que “não podemos esquecer a juventude, que ela é muito importante, lutando para trazer mais jovens para o interior, mas também conseguir captar aqueles que, sendo de cá, na maior parte das vezes não regressam, mas que regressem e deiam o contributo ao desenvolvimento do nosso território”. Na sua intervenção, referiu que “na área da saúde se houverem condições de trabalho que sejam mais apetecíveis, que sejam mais favoráveis para o trabalho que os médicos têm, que é de enormissima responsabilidade, todos ficaremos as ganhar e seguramente os mais jovens também ficarão”.

A finalizar, o presidente do Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos, assegurou que vai empenhar-se junto do próximo Bastonário para que o próximo Congresso Nacional da Ordem dos Médicos seja realizado em Bragança. Eurico Castro Alves elogiou equipa que vai representar a Ordem dos Médicos na região, contanto com a colaboração para a execução de um programa de acção assente na nova carreira médica, no respeito e dignidade da profissão médica, na qualidade da medicina e na liderança médica da saúde.

Publicidade