Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Teatro de Vila Real apresentou programa para o primeiro trimestre de 2021

Apesar das condicionantes que resultam da atual conjuntura pandémica, o TVR vai manter uma programação regular e o seu “apoio à criação artística, alimentando assim uma relação simbiótica entre partes que se complementam, o público e os criadores”. Haverá uma reestruturação de calendários e ciclos de programação, sendo, contudo, de realçar a interrupção dos festivais FAN e Boreal.

1.023

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

O Teatro de Vila Real (TVR), instituição de relevo cultural da cidade de Vila Real e da região de Trás-os-Montes e Alto Douro apresentou já o seu programa para o primeiro trimestre de 2021 . A instituição vai manter a “sua missão de assegurar à comunidade que serve, com particular relevo nas actuais circunstâncias de pandemia, propostas e estímulos para uma vivência cultural de qualidade e ecléctica”, referem numa nota.

Apesar das condicionantes que resultam da atual conjuntura pandémica, o TVR vai manter uma programação regular e o seu “apoio à criação artística, alimentando assim uma relação simbiótica entre partes que se complementam, o público e os criadores”. Haverá uma reestruturação de calendários e ciclos de programação, sendo, contudo, de realçar a interrupção dos festivais FAN e Boreal.

Mas a música, o teatro e o cinema estarão sempre presentes ao longo destes três primeiros meses do ano , com destaques para “momentos importantes de música clássica distribuídos ao longo do trimestre, assegurados pela Musicamera com a Sinfonietta de Braga, a Camerata Atlântica e o Quarteto de Cordas de Matosinhos” e nas “datas do Boreal realizam-se dois concertos que marcarão certamente esse fim-de-semana, com Paus e Miramar (Franckie Chavez e Peixe)”.

Samuel Úria, Paulo Gonzo, Janeiro (com Ana Moura como convidada) e Capicua são outros grandes nomes da música moderna portuguesa que passarão pelos palcos do TVR ao longo deste primeiro trimestre de um ano que chegou com mais esperança do que nunca.

Na dança e no teatro o destaque vai para espectáculos de companhias como Teatro do Mar, ESTE, Marionetas do Porto, Danç’arte, Visões Úteis e Ninguém (que assinala o Dia Mundial do Teatro com a peça ‘O Triciclo’, de Fernando Arrabal).

O Teatro da Rainha associa-se à produtora blablaLab intergalactic para revisitar uma peça de Alvaro Garcia de Zúñiga, e José Pedro Gomes contracena com Ana Bola em ‘Casal da Treta’, sequela de um clássico do teatro português, ‘Conversa da Treta’. A Companhia Paulo Ribeiro, sob direcção de São Castro e António M Cabrita, juntou-se ao Quarteto de Cordas de Matosinhos para coreografar os últimos quartetos de cordas de Beethoven”, refere fonte do TVR.

Quanto ao cinema haverá 10 sessões ao longo deste trimestre “de uma cinematografia diversificada e internacional”.

Publicidade

Fonte desta notícia: Nota informativa do Teatro de Vila Real
Créditos da imagem: Teatro de Vila Real

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade