Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Seminário em Torre de Moncorvo alerta para zoonoses transmitidas por animais selvagens

A sessão foi conduzida por Madalena Vieira Pinto, médica veterinária, professora do departamento de ciências veterinárias na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e coordenadora científica e formadora de cursos avançados para veterinários e caçadores na área da inspeção da carne de caça.

243

Publicidade

No passado dia 24 de novembro, o Auditório Vítor Gonçalves, da Associação de Comerciantes e Industriais de Moncorvo (ACIM), foi palco de um seminário sobre as Zoonoses transmitidas por Animais Selvagens. Promovido pela Câmara Municipal de Torre de Moncorvo, o evento teve como objetivo sensibilizar a população e os caçadores para os riscos associados ao consumo de carne de animais selvagens.

A sessão foi conduzida por Madalena Vieira Pinto, médica veterinária, professora do departamento de ciências veterinárias na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e coordenadora científica e formadora de cursos avançados para veterinários e caçadores na área da inspeção da carne de caça.

Durante o seminário, foram abordados temas como a triquinose, a peste suína africana e a importância vital da formação dos caçadores em medidas de sanidade e higiene. A preocupação central foi destacar os riscos inerentes à saúde pública ao consumir carne de animais selvagens, especialmente no que diz respeito à transmissão de zoonoses.

Esta iniciativa da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo foi essencial para disseminar informações sobre os perigos potenciais relacionados ao consumo de carne de caça, reforçando a importância da formação e da implementação de medidas sanitárias adequadas para prevenir a propagação dessas doenças.

O seminário reuniu um público diversificado, desde membros da comunidade local até caçadores e profissionais da área da saúde, todos empenhados em entender melhor os riscos e tomar medidas preventivas para salvaguardar a saúde pública.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Torre de Moncorvo