Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Rendas em 2024: DECO satisfeita com apoios para quem mais precisa

A medida agora publicada traduz-se numa atualização automática dos apoios aos inquilinos que recebem o apoio extraordinário à renda.

162

Publicidade

Foram publicadas alterações às medidas extraordinárias de apoio às famílias para pagamento da renda e de reforço a esse apoio face à atualização prevista para 2024.

O apoio aos inquilinos com rendimentos até ao 6º escalão do IRS e com taxa de esforço acima dos 35% responde a algumas das preocupações já manifestadas pela DECO acerca da atual crise na habitação.

A medida agora publicada traduz-se numa atualização automática dos apoios aos inquilinos que recebem o apoio extraordinário à renda.

Os inquilinos que, presentemente, não recebem o apoio extraordinário, mas que, decorrendo da atualização da sua renda em 2024, sentirão a sua taxa de esforço aumentar acima dos 35%, e desde que os contratos de arrendamentos sejam anteriores a 15 de março de 2023, poderão, por requerimento, solicitar a sua inclusão na medida.

Embora o espírito da anterior medida seja positivo, a DECO entende que se deveria ter privilegiado um mecanismo automático de concessão deste apoio.

Chegam diariamente à nossa Associação pedidos de famílias que solicitam apoio para uma solução a curto prazo, que as ajude a suportar o pagamento de valores de renda que ultrapassam mais de metade da sua taxa de esforço. Ainda não se alcançou a resposta necessária às dificuldades enfrentadas por todos estes agregados.

Se precisar de esclarecimentos contacte-nos pelo telefone 223 391 960 ou por email: deco.norte@deco.pt .

A DECO tem protocolo de colaboração com o Município de Alfândega da Fé (279 463 476), com o Município de Macedo de Cavaleiros (278 098 078) e com o Município de Lamego (914342078), para apoio gratuito aos consumidores.

Publicidade