Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Região Norte marca presença no Festival do Novo Bauhaus Europeu

Numa iniciativa promovida pela CCDR-NORTE, a Região Norte apresenta-se com a plataforma AYR, desenvolvido pelo CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento, e uma intervenção artística original de arte pública e arte digital da autoria de Miguel Januário (± maismenos ±), artista e ativista natural da cidade do Porto, internacionalmente reconhecido pelas suas intervenções urbanas.

120

Publicidade

A Região Norte marca presença no Festival do Novo Bauhaus Europeu (“NEB Fest”), que decorre de 9 a 12 de junho em Bruxelas, uma iniciativa promovida pela Comissão Europeia que visa promover o debate em torno do futuro das cidades, assente na construção do futuro verde da Europa, através dos compromissos da neutralidade de carbono, da proteção da biodiversidade, da circularidade da economia e da participação dos cidadãos.

No Festival estarão em exibição projetos e protótipos europeus de referência, que suportam formas inovadoras de pensar e desenhar as cidades, havendo ainda uma abrangente programação artística pública que se espera ser inspiradora da ação em torno destes objetivos.

Numa iniciativa promovida pela CCDR-NORTE, a Região Norte apresenta-se com a plataforma AYR, desenvolvido pelo CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento, e uma intervenção artística original de arte pública e arte digital da autoria de Miguel Januário (± maismenos ±), artista e ativista natural da cidade do Porto, internacionalmente reconhecido pelas suas intervenções urbanas.

Integrada na estratégia NEBbyAYR, a plataforma AYR visa suportar informação e interações associados a comportamentos ambientalmente ativos dos cidadãos, conjugando, a nível local e regional, ações para evitar emissões, medidas de sequestro de carbono e mecanismos de compensação em mercados voluntários de carbono, realizadas nas cidades de Matosinhos, Porto, Gaia e Guimarães. O instrumento foi já objeto de reconhecimento internacional em diversos fóruns, tendo recebido o Prémio do Novo Bauhaus Europeu, em setembro de 2021.

Já a obra de Miguel Januário consiste numa escultura que será desenvolvida ao vivo pelo artista, no decorrer do festival, e que irá reproduzir, através de mupis integrados na peça e do recurso a realidade aumentada, informação produzida em tempo real pela plataforma AYR alusiva às emissões de CO2 evitadas em ações realizadas naquelas cidades nortenhas.

No último dia, será cunhado um NFT com base na obra física, e essa peça de ciber-arte passará a ter uma propriedade partilhada entre todos os utilizadores que participaram nos demonstradores da plataforma AYR e que receberam créditos, ao evitarem emissões de carbono.

Para o Presidente da CCDR-NORTE, António Cunha, “a participação no NEB Fest, sendo um momento de grande visibilidade pública europeia, posiciona o Norte de Portugal como uma região criativa e comprometida com a neutralidade carbónica, reforçando a distinção da Comissão Europeias em 2021 às cidades do Porto e Guimarães na lista das cidades europeias que vão integrar a missão ‘100 Cidades Inteligentes e com Impacto Neutro no Clima’”.

O CEO do CEiiA, José Rui Felizardo, acrescenta que a presença na iniciativa NEBFEST, através da plataforma AYR, “visa demonstrar que a sustentabilidade não tem que ser um custo para a sociedade, mas antes um motor de valor económico, social e ambiental. Este projeto foi pensado a partir da integração das dimensões Sustentabilidade, Estética e Inclusão , em que a tecnologia é o meio para que o cidadão possa participar de forma proactiva na descarbonização, acelerando a transição para a neutralidade carbónica das cidades e regiões”.

Publicidade

Fonte desta notícia: CCDR-N

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade