Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Prazo de candidaturas ao Prémio Vinha Douro foi prorrogado até 15 de outubro

O prémio tem como objetivo distinguir e promover as boas práticas nas intervenções em vinhas, elegendo o equilíbrio e a harmonia entre as soluções técnicas de inovação e modernização dos sistemas de cultivo e as medidas de preservação e salvaguarda de materiais e práticas tradicionais.

110

Publicidade

As candidaturas à primeira edição do Prémio Vinha Douro, criado pela CCDR-NORTE, I.P. com o objetivo de promover boas práticas agrícolas e ambientais nas vinhas do Douro e de homenagear os vitivinicultores durienses, foram prorrogadas até ao dia 15 de outubro.

A distinção, que será atribuída com uma periodicidade bienal, surge no âmbito dos 20 anos da classificação do Alto Douro Vinhateiro Património Mundial, na Lista do Património Mundial da UNESCO, na categoria de Paisagem Cultural, Evolutiva e Viva.

O prémio tem como objetivo distinguir e promover as boas práticas nas intervenções em vinhas, elegendo o equilíbrio e a harmonia entre as soluções técnicas de inovação e modernização dos sistemas de cultivo e as medidas de preservação e salvaguarda de materiais e práticas tradicionais.

O Prémio Vinha Douro é uma iniciativa da CCDR-NORTE, I.P., através da Missão Douro, em parceria com as Direções Regionais de Cultura e de Agricultura e Pescas do Norte, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, o Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, a Liga dos Amigos do Douro Património Mundial, a ADVID – Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense e Associação dos Viticultores Profissionais do Douro.

As candidaturas estão abertas até 15 de outubro e podem ser submetidas no Balcão Eletrónico da CCDR-NORTE, IP . Os vencedores serão anunciados a 14 de dezembro.

Publicidade

Fonte desta notícia: CCDR-N