Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

População de linces-ibéricos subiu para 1.111 exemplares

254

Publicidade

A população de lince ibérico subiu para 1.111 exemplares em 2020 em toda a Península Ibérica. Este é o número mais elevado desde que existem programas de monitoração.

O Grupo de Trabalho do Lince, coordenado pelo MITECO, revelou o seu último relatório , tendo sido alcançado o melhor balanço dos últimos 20 anos sobre o estado populações de felino que chegaram estar em Perigo de extinção.

Nesse documento é referido que “em 2020, foram registados 14 núcleos populacionais de linces, um dos quais em Portugal (Vale do Guadiana) e 13 em Espanha – Andalucía com cinco núcleos, Castilla-La Mancha com três e Extremadura com cinco. O total de exemplares registados durante 2020 em toda a área de distribuição ibérica foi de 1.111, repartidos entre Portugal (140-12,5%), Andalucía (506-45,5%), Castilla-La Mancha (327-29,4%) e Extremadura (141-12,6%)”.

Pela primeira vez desde que existem dados quantificados sobre a população de linceibérico, foi ultrapassado o número de 1.000 indivíduos registados, o que é um marco muito relevante no processo de recuperação desta espécie e melhoria do seu estado de conservação.

O declínio das populações de lince-ibérico foi uma constante desde a década de 1950 até, pelo menos, 2004, em toda a sua área de distribuição. A perseguição humana e a escassez de coelho-bravo foram as principais causas deste declínio populacional, conduzindo a espécie à beira da extinção. Por isso, desde o início do século XXI, foram desencadeadas diversas iniciativas de conservação, entre as quais se destacam diversos projetos LIFE, desde 2002 até à data e o início da reprodução em cativeiro, no âmbito do programa de conservação ex situ. Graças a este grande esforço de conservação, nos últimos anos a população de lince-ibérico não parou de crescer em número e em relação à sua área de presença”, Lê-se no relatório referente ao censo do Lince no ano de 2020.

Publicidade

Fonte desta notícia: Nota de Imprensa ICNF

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade