Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

PNRVT apoia Campeonato Nacional de Canoagem que decorre a 26 e 27 de março em Mirandela

O campeonato é organizado pela Federação Portuguesa de Canoagem, em parceria com o Clube Fluvial de Mirandela e a Câmara Municipal de Mirandela. O PNRVT une-se ao grupo, apoiando o Clube Fluvial local na aquisição de canoas, que vão ficar para uso deste clube, bem como coletes e hoodies.

564

Publicidade

O desporto, visto como motivo de atração territorial, é para o Parque Natural Regional do Vale do Tua (PNRVT) um recurso estratégico de promoção e valorização local, ainda mais quando a prática desportiva em causa acontece nas águas do rio que dá nome a esta área protegida.

E é por essa razão que o PNRVT decidiu apoiar a organização do Campeonato Nacional de Canoagem, que acontece no próximo fim-de-semana na cidade de Mirandela.

“É o segundo ano que apoiamos a iniciativa que consideramos, desde a primeira hora, excelente para a promoção do nosso território”, justifica o diretor do PNRVT, Artur Cascarejo. O campeonato é organizado pela Federação Portuguesa de Canoagem, em parceria com o Clube Fluvial de Mirandela e a Câmara Municipal de Mirandela. O PNRVT une-se ao grupo, apoiando o Clube Fluvial local na aquisição de canoas, que vão ficar para uso deste clube, bem como coletes e hoodies. “Todas as atividades desportivas não poluentes são desejáveis no nosso território, a canoagem pode vir a tornar-se num desporto estratégico para todo o Vale do Tua, numa altura em que cresce a sua importância dos desportos náuticos de interior. Nós queremos estar na linha da frente nesta tendência, que é uma das estratégias do Turismo de Portugal para o Quadro 20-30”, acrescenta o responsável.

Este campeonato é uma das provas nacionais mais emblemáticas e importantes da canoagem para os escalões de iniciados, infantis, cadetes, juniores, seniores e veteranos. A organização prevê cerca de 1000 participantes, em representação de 50 clubes nacionais, competindo em mais de 30 categorias de 12 escalões diferentes, onde se incluem alguns dos melhores atletas nacionais da disciplina e referência do desporto nacional e internacional, incluindo atletas olímpicos e de paracanoagem.

A novidade em relação ao ano transato é a inclusão de embarcações de Stand Up Paddle (SUPC), uma modalidade cada vez com maior número de adeptos.

Artur Cascarejo revela que tem em vista ações de parceria que pretendem levar a canoagem aos outros municípios do Vale do Tua, retirando maior proveito das condições naturais deste rio, da beleza da paisagem envolvente e da hospitalidade de um território que tem no turismo de natureza uma das suas maiores referências.

Publicidade

Fonte desta notícia: PNRVT

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade