Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Piruetas

Estranhamente, os dirigentes do PSD, como muito bem referiu André Ventura, nem se deram conta da inconstitucionalidade objetiva da sua proposta! Uma inenarrável proposta, oriunda de um partido que critica o atual Governo de António Costa e se propõe… governar Portugal!! Chega a parecer uma brincadeira.

195

Foi com alguma graça que recebi a notícia de que o PSD, qual milagre, passou para a nova ideia de um referendo sobre a eutanásia. Uma fantástica pirueta, a fim de, alegadamente, permitir uma ampla discussão sobre o tema por parte dos portugueses! De um modo simples, mas muito percetível: abraçou a proposta do Chega, que é a continuação da política laranja, agora neste domínio.

Estranhamente, os dirigentes do PSD, como muito bem referiu André Ventura, nem se deram conta da inconstitucionalidade objetiva da sua proposta! Uma inenarrável proposta, oriunda de um partido que critica o atual Governo de António Costa e se propõe… governar Portugal!! Chega a parecer uma brincadeira.

Fala-se, desde o nascimento da nossa Constituição, no Princípio da Liberdade Religiosa, mas a verdade facilmente percetível é que a posição religiosa do Presidente Marcelo Rebelo de Sousa tem-se vindo a mostrar, ao menos por aparência forte, como condicionadora das opções dos eleitos para o nosso poder legislativo.

Com esta mais recente pirueta do PSD, em torno da eutanásia, o Presidente da República – pensarão muitos…– poderá sair apoiado na sua postura de princípio de inviabilizar o diploma que lhe deverá estar a chegar. Uma situação com probabilidade alta de poder vir a ter lugar, dado que, para lá do resto, o dicionário da argumentação é fabulosamente rico. Mas, enfim, vamos lá espe-rar, felizmente alegrados por esta mais recente pirueta política do PSD, agora de Luís Montenegro.

Publicidade

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade