Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Pensamento Crítico vai pôr à prova 180 alunos

Além da participação dos seus estudantes, a UTAD vai acolher alunos e professores oriundos de Vila Real (Escola Profissional Agostinho Roseta, Escola Secundária Morgado de Mateus e Escola Secundária São Pedro), Lamego (Escola de Hotelaria e Turismo do Douro) e São João da Pesqueira (Escola Básica e Secundária de São João da Pesqueira).

434

Publicidade

Amanhã, dia 28, arranca na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) a 4ª edição do Dia do Pensamento Crítico, uma iniciativa que vai envolver 180 alunos e 35 docentes do Ensino Secundário e Universitário.

Será uma maratona de oito horas, durante a qual os estudantes vão procurar (e encontrar) soluções para problemas globais. Distribuídos por grupos e supervisionados por professores tutores e especialistas, vão aplicar as competências e as disposições do pensamento crítico e criativo na resolução de quatro problemas fundamentais: água por defeito e por excesso, desperdício alimentar, envelhecimento demográfico e movimento estudantil na crise climática. No período da tarde, serão apresentadas as soluções dos grupos para que possa ser eleita a melhor proposta para cada cenário.

Além da participação dos seus estudantes, a UTAD vai acolher alunos e professores oriundos de Vila Real (Escola Profissional Agostinho Roseta, Escola Secundária Morgado de Mateus e Escola Secundária São Pedro), Lamego (Escola de Hotelaria e Turismo do Douro) e São João da Pesqueira (Escola Básica e Secundária de São João da Pesqueira).

Promovida pelo Grupo do Pensamento Crítico e Criativo da UTAD (webPACT), a iniciativa do “Dia do Pensamento Crítico” decorre em mais seis instituições de Ensino Superior e, em abril, os elementos das melhores equipas de cada instituição encontram-se na academia transmontana para eleger a “melhor” solução “coletiva” para cada cenário.

Publicidade

Fonte desta notícia: UTAD