Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Parque Natural Regional do Vale do Tua promove formação Dark Sky®

Depois da certificação do Vale do Tua como “Destino Turístico Starlight”, o Parque Natural Regional do Vale do Tua desenvolve ações de formação para criar Rede Oficial de Parceiros.

338

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

Preparar o território, agentes públicos e privados, para que se possa retirar proveito da certificação como destino Turístico Starlight é o principal objetivo da formação que o Parque Natural Regional do Vale do Tua (PNRVT) está a promover.

Segundo uma nota de imprensa do PNRVT “pretende-se criar uma Rede Oficial de Parceiros que deverão estar preparados para receber os astroturistas“. Para isso, estão previstas três ações de formação que se debruçam sobre os temas da Poluição Luminosa, Astronomia e Divulgação de Ciência, Astroturismo, Arqueoastronomia e Novos Produtos. A participação na formação é um dos critérios de integração na Rede Oficial de Parceiros.

Esta formação é totalmente gratuita e é obrigatória para os agentes que queiram integrar a nossa Rede Oficial de Parceiros, entendemos que não basta ter um produto certificado, é necessário ter conhecimento sobre essa matéria e saber trabalhá-lo como produto turístico”, defende o diretor do PNRVT, Artur Cascarejo.

AntadeZedes-Scorpius-3375-net (1) (1)
Anta de Zedes – Carrazeda de Ansiães. Foto: Miguel Claro

A formação, a cargo da Associação Dark Sky®, é dirigida a técnicos de turismo e outros colaboradores ligados ao setor nos municípios; unidades de alojamento, de restauração, empresas de animação turística ou lojas de artesanato e de produtos regionais. Todos estes agentes locais poderão integrar a Rede Oficial, desde que participem no processo de formação e, após este, sejam definidas as medidas necessárias que tenham de ser implementadas face aos requisitos do Dark Sky® Vale do Tua, seja ao nível da adaptação do serviço a este mercado específico, seja no âmbito do combate à poluição luminosa.

Esta formação destina-se também a empresas que pretendam oferecer serviços considerados na categoria de astroturismo. Destinada ao mesmo público alvo, esta formação é mais intensa e inclui parte prática. Pretende preparar os formandos a iniciar as visitas guiadas a olho nu.

Este grupo vai receber formação especifica sobre ferramentas de apoio e uso de equipamentos óticos que lhes permitirá iniciar as visitas guiadas a olho nu, mas também desenvolvimento de sessões de observação astronómica com equipamento de observação adequado, assegura a fonte do PNRVT.

A formação avança em meados de março e as horas previstas de formação são diferentes, de acordo com o grau de especialização, a Formação para empresas que pretendem oferecer serviços considerados na categoria de astroturismo, é mais intensa e exige várias sessões práticas.

Somos o terceiro destino turístico certificado em Portugal, depois do Alqueva e das Aldeias de Xisto, mas somos a primeira área protegida a receber esta certificação, o que obviamente nos orgulha. Agora cabe aos agentes do território prepararem-se para saber usar esta nova e enorme possibilidade de crescimento e de afirmação do destino Vale do Tua”, afirma Artur Cascarejo, que insiste na importância desta formação.

Publicidade

Fonte desta notícia: Nota de Imprensa PNRVT
Créditos da imagem: Imagens cedidas pelo Parque Natural Regional do Vale do Tua

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade