Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Para assinalar o “Dia Internacional das florestas” ICNF oferece árvores de espécies autóctones

Este ano, o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) comemora esta data envolvendo todos os cidadãos, disponibilizando 50.000 árvores autóctones produzidas nos seus viveiros, gratuitamente, aos cidadãos e proprietários rurais que desejem fazer plantação nas suas propriedades.

456

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

Em 1872, no Nebrasca (EUA), face à escassez de árvores e florestas, a população decidiu dedicar um dia à plantação de árvores. A iniciativa internacionalizou-se e a Festa passou da Árvore às Florestas e desde 2012 o Dia Internacional das Floresta é comemorado a 21 de março, o primeiro dia de primavera, para celebrar e alertar para importância de todos os tipos de florestas.

Este ano, o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) comemora esta data envolvendo todos os cidadãos, disponibilizando 50.000 árvores autóctones produzidas nos seus viveiros, gratuitamente, aos cidadãos e proprietários rurais que desejem fazer plantação nas suas propriedades.

Esta distribuição será feita entre os dias 17 e 26 de março de 2021 nos postos de atendimento selecionados do ICNF, em todo o país. No caso transmontano as árvores podem ser adquiridas nos parques florestais de Bragança e Vila Real.

Para participar nesta iniciativa os interessados têm que cumprir regras muito simples como, por exemplo, ter mais de 18 anos, inscrever-se para recolher as árvores através do contacto telefónico do local selecionado, identificar-se nos locais de recolha no horário combinado e comprometer-se a remeter uma fotografia da plantação. Os interessados devem solicitar ao ICNF as regras subjacentes a esta iniciativa.

As espécies disponíveis para recolha são os medronheiros, sobreiros, azinheiras, pinheiros mansos, alfarrobeiras, romãzeiras, castanheiros, amieiros, entre outras folhosas. Cada cidadão pode recolher um máximo de dez exemplares.

Segundo o ICNF, em 24 horas, os portugueses participaram com entusiasmo, aceitando o desafio que lhes foi lançado de plantar 50.000 árvores.

A campanha #ICNFsomosTODOSnos, iniciada no dia 17 de março  já conseguiu uma adesão “inesperada e surpreendente”, especialmente por se tratar de iniciativas individuais, provenientes de todos os cantos e recantos do país, rurais e urbanos de norte a sul, informou o ICNF.

Com esta campanha, o Instituto propõe-se comemorar o Dia Internacional das Florestas, sob o lema “Restauro florestal, o caminho para a recuperação e o bem-estar”, convidando e envolvendo todos os cidadãos, e proprietários rurais a fazer plantação nas suas propriedades de espécies autóctones produzidas nos seus viveiros. A este desafio, os portugueses não só corresponderam ao apelo como excederam largamente as espectativas mais otimistas.

Publicidade

Fonte desta notícia: ICNF

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade