Categorias: Cultura

“Palavras cruzadas”: projeto de programação e criação artística em Trás-os-Montes

No âmbito do projeto de programação e criação artística Palavras Cruzadas, que une em parceria o Teatro de Vila Real, o Espaço Miguel Torga, a Fundação da Casa de Mateus e o Teatro Municipal de Bragança, estão previstas três estreias em Vila Real nas próximas três semanas e duas outras em Setembro.

A primeira acontece amanhã, no Largo da Capela Nova, e tem como título ‘UMBRAL’, um espetáculo de música (jazz) e teatro «inspirado nas palavras dos pássaros e no canto dos poetas de Trás-os-Montes». Com direcção e texto de Jorge Louraço Figueira, e composição de Nuno Trocado (que também toca guitarra), ‘Umbral’ conta a com a interpretação da atriz Catarina Lacerda (Teatro do Frio) e tem ainda a participação de João Pedro Brandão (saxofone, flauta), Sérgio Tavares (contrabaixo), Acácio Salero (bateria) e do trasmontano Pedro Pires Cabral (efeitos sonoros, theremin). Os figurinos são de Helena Guerreiro.

A 7 de Agosto é a vez de estrear junto ao Museu da Vila Velha o espetáculo ‘CAMILO’ (OU ‘QUEDA DE UM ANJO’), uma criação da companhia João Garcia Miguel a partir da obra de Camilo Castelo Branco, com interpretação da atriz Sara Ribeiro e musica de Vítor Rua.

Ana Deus e Alexandre Soares (que, além das suas parcerias em projetos como Osso Vaidoso, são conhecidos pela participação em grupos como Três Tristes Tigres, GNR e Ban) declamam e fazem música a partir de ‘POETAS DE TRÁS-OS-MONTES’, num espetáculo que estreia a 14 de Agosto.

A 4 de Setembro, no adro da Sé de Vila Real, o ator André Gago junta-se ao Oniros Ensemble (uma formação de música erudita contemporânea fundada em Trás-os-Montes) para estrear ‘MARANDICUI’. Percorrendo mitologias e fontes literárias e etnográficas, este espetáculo procura condensar uma narrativa em torno de um território e das memórias da sua ocupação. O território chama-se, hoje, Trás-os-Montes.

Por fim, também em Setembro, a associação Apuro, sob direção de Rui Spranger, cria uma dramaturgia cénica que atravessa a vida e a obra de três autores transmontano de apelido ‘CABRAL’: António Cabral, A. M. Pires Cabral e Rui Cabral. Este espetáculo estreia em Bragança a 3 de Setembro, passando depois pelo Espaço Miguel Torga (25), a Casa de Mateus (26) e o Jardim da Carreira, em Vila Real (a 29 de Setembro).

Além destas estreias, o projeto Palavra Cruzadas tem outra programação, que pode ser consultada online
. Todos os espetáculos são de entrada gratuita, com lotação limitada e levantamento prévio de bilhete.

Comentar