Informativo Digital do Nordeste Transmontano

Carrazeda de Ansiães rebentou com o “pai da fartura”

A iniciativa é da Associação de Zíngaros e da Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães que de ano para ano têm mantido a tradição viva e têm também atraído um cada vez maior número de pessoas até ao largo do pelourinho da localidade, onde é dada a setença ao "pai da fartura".

0 147

Aoriginalidade e a manutenção dos traços tradicionais do Carnaval de Carrazeda de Ansiães mantêm-se ainda bem vivos entre a população da vila duriense e na terça-feira passada, durante a noite, teve lugar mais uma queima do “pai da fartura”.

O rebentamento do “pai da fartura” caracteriza-se fundamentalmente pela sátira social, sendo esta alimentada por um conjunto de quadras que revêem os acontecimentos mais marcantes da actualidade, servindo assim para enterrar o entrudo e colocar fim a um período de excessos e de muita folia.

A iniciativa é da Associação de Zíngaros e da Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães que de ano para ano têm mantido a tradição viva e têm também atraído um cada vez maior número de pessoas até ao largo do pelourinho da localidade, onde é dada a setença ao “pai da fartura”.

Este ano o centro histórico da vila foi invadido por largas dezenas de pessoas para assistir à leitura da sentença e conduzir o “pai da fartura” até ao recinto da feira onde foi cumprido o veredito final, o que, inevitavelmente, ditou o seu rebentamento.

Carrazeda de Ansiães
Carrazeda de Ansiães rebentou com o ``pai da fartura``
Carrazeda de AnsiãesCarrazeda de Ansiães rebentou com o ``pai da fartura``
{{svg_share_icon}}
{{heart_svg}}
{{svg_share_icon}}

Publicidade

Comentários
carregar...

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade