Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

O Ocidente em retrocesso civilizacional

A recente grande batalha da Ucrânia fez esquecer o caráter fortemente direitista, mesmo autori-tário, do regime político polaco, tudo se quedando no caso húngaro. A verdade é que o movi-mento do poder polaco a caminho do autoritarismo está em marcha rápida, chegando agora a vez de se equacionar o regresso da pena de morte, a ser usada no caso de crimes graves.

146

A nossa grande comunicação social, tal como a grande maioria dos nossos políticos, condena liminarmente a pena de morte. A própria União Europeia há muito decretou a sua proi-bição, mas a verdade é que está hoje a dar-se, e um pouco por todo o mundo, O Crespúsculo da Democracia, como intitulou Anne Applebaum uma das suas obras, já publicada em Portugal.

A recente grande batalha da Ucrânia fez esquecer o caráter fortemente direitista, mesmo autori-tário, do regime político polaco, tudo se quedando no caso húngaro. A verdade é que o movi-mento do poder polaco a caminho do autoritarismo está em marcha rápida, chegando agora a vez de se equacionar o regresso da pena de morte, a ser usada no caso de crimes graves.

Num dia destes, o Primeiro-Ministro polaco, Mateusz Morawiecki, acabou por dar um parecer positivo à reintrodução da pena de morte para crimes graves, embora reconhecendo que tal medida contraria os ideais da Igreja Católica Romana – convém não esquecer aquele erro apa-rente, ao tempo do surgimento do Novo Catecismo…–, como por igual o estabelecido na Uni-ão Europeia.

Advertindo que o mundo pode estar a avançar apressadamente para a abolição da pena de morte, Mateusz Morawiecki defende que esta deve ser permitida para os crimes mais graves, ideia partilhada num encontro com cidadãos através do Facebook. Se o caminho final vier a pautar-se por aqui, pois, estar-se-á a dar mais um passo no sentido do retrocesso civilizacional do Ocidente. No entretanto, nem uma reação pública, seja da Igreja Católica Romana, polaca ou vaticana, nem da União Europeia. Um dado é certo: com a grande batalha da Ucrânia em desenvolvimento, é o momento adequado para a Direita e Extrema-Direita da Polónia avan-çarem por este trilho.

Publicidade

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade