Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Nove concelhos, nove passos, nove percursos, nove temas naturais para descobrir em contacto com a natureza

As múltiplas áreas protegidas, que cobrem mais de 40% de um território totalmente inserido Reserva da Biosfera Transfronteiriça (RBT) Meseta Ibérica, certificam o valor ecológico único das Terras de Trás-os-Montes. A simbiose do clima, de uma estrutura geológica peculiar, e atividades humanas ainda tradicionais, resulta num mosaico de vegetação extremamente rico, que serve de abrigo a incontáveis espécies de fauna e flora.

464

Publicidade

Apostados na divulgação e valorização do património natural das Terras de Trás-os-Montes, que tem vindo a ganhar interesse acrescido em resultado da conjuntura que atualmente vivemos, a CIM das Terras de Trás-os-Montes acaba de lançar o projeto “Nove Passos nas Terras de Trás-os-Montes”.

Trata-se de uma iniciativa que visa dar a conhecer a Natureza da região, através de nove percursos temáticos sinalizados nos nove municípios que integram esta Comunidade Intermunicipal. Em cada passo, é proposto um percurso cuidadosamente delineado para dar a conhecer um tema natural específico, que caracteriza e distingue as áreas onde se insere.

As múltiplas áreas protegidas, que cobrem mais de 40% de um território totalmente inserido Reserva da Biosfera Transfronteiriça (RBT) Meseta Ibérica, certificam o valor ecológico único das Terras de Trás-os-Montes. A simbiose do clima, de uma estrutura geológica peculiar, e atividades humanas ainda tradicionais, resulta num mosaico de vegetação extremamente rico, que serve de abrigo a incontáveis espécies de fauna e flora.

Por outro lado, as incríveis paisagens, os geomonumentos naturais, os múltiplos bosques protegidos e as muitas dezenas de espécies de fauna e flora raras, em muitos casos restritas a esta região, são uma das melhores imagens deste território, que a tornam numa das mais importantes áreas da Península Ibérica para a conservação da Natureza.

Foram estas as premissas que estiveram na base da criação dos “Nove Passos nas Terras de Trás-os-Montes”, direcionado especialmente para todos aqueles que apreciam o contacto direto com a natureza, a exploração da biodiversidade, geologia e paisagem.

Para além da sinalização do percurso, foi também desenvolvido material informativo, um site 9passos.cim-ttm.pt e um passaporte de modo a estimular o visitante a percorrer todos os percursos existentes. Foi ainda criada uma Aplicação, a APP Nove Passos nas Terras de Trás-os-Montes, disponível para IOS e Android, que permite a navegação pelos percursos. Nesta APP, são também identificados diversos pontos de interesse relacionados com fauna, flora, geologia e paisagem, incluindo os melhores locais para a observação do tema de cada percurso.

Outra peculiaridade é que os percursos foram definidos para visitar durante diferentes estações do ano. Por exemplo em Alfândega da Fé é aconselhável efetuar o “Percurso dos Lagos do Sabor” durante a primavera. Em Bragança, cuja temática é a observação de veados, a altura mais propícia para caminhar pelo percurso Biosptos (com início em Rio de Onor) é o outono. Aconselha-se a visita a Macedo de Cavaleiros, para observação das Aves aquáticas do Paisagem Protegida da Albufeira Azibo) – “Trilho Quercus”, no início da primavera, altura propícia para fazer o “Percurso de São João das Arribas”, em Miranda do Doura, cuja temática são os abutres.

Os 4,4km do “Percurso de Vale de Lobo”, em Mirandela, devem ser percorridos também na primavera, enquanto que o final do inverno é a época mais aconselhada para realizar o “Percurso da Cascata da Faia da Água Alta”, em Mogadouro. As galerias rupícolas existentes no “Percurso Vilarinho das Azenhas a Ribeirinha”, em Vila Flor, devem ser visitadas na primavera e início do verão. A altura mais propícia para observar a fauna do rio Angueira, no “Percurso do Castelo de Algoso”, é a primavera. As borboletas e outros invertebrados existentes no “Percurso Biospots”, em Vinhais (Parque Biológico de Vinhais), podem ser vistos com mais facilidade durante a primavera.

Publicidade

Fonte desta notícia: Nota de Imprensa CIM Terras de Trás-os-Montes | Sónia Lavrador

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade