Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Nova interface de passageiros de Macedo de Cavaleiros custou 1,1 milhões de euros e foi hoje inaugurada

Investimento confere uma nova centralidade a Macedo de Cavaleiros permitindo aproximação aos estabelecimentos de ensino e aos espaços de lazer.

955

Publicidade

O Município de Macedo de Cavaleiros inaugurou hoje a nova Interface Modal de Passageiros, uma obra orçada em cerca de 1,1 milhões de euros e que há quase uma década era aguardada pela população. “A partir de hoje, os macedenses passam a dispor de melhores condições para apanharem os transportes públicos quando necessitam de fazer as suas deslocações no dia a dia”, explica o presidente da Câmara de Macedo de Cavaleiros, Benjamim Rodrigues.

O novo interface vem substituir a antiga central de camionagem de Macedo, um espaço provisório e cuja substituição, salienta Benjamim Rodrigues, “tinha sido sucessivamente adiada ao longo de mais de uma década”. “Tratava-se de um espaço muito exíguo, sem a dignidade necessária, e que, não raras vezes, obrigava as pessoas a esperarem pelos transportes na rua, ao frio, ao sol ou à chuva, sem se poderem abrigar condignamente”, explica.

A nova Interface Modal de Passageiros permitiu reabilitar uma zona de Macedo de Cavaleiros “muito depauperada, quase ao abandono e que agora, com toda esta requalificação, confere uma nova urbanidade ao município e que começa já a ficar preparada para nova urbanização”. “É um espaço que traz não só mais-valias para os passageiros, mas também para quem reside naquela área da cidade, uma vez que também os acessos foram melhorados para permitir o acesso à interface”, acrescenta. Além disso, frisa o autarca macedense, “é mais uma das obras que lançamos com o intuito de proceder à requalificação dos eixos rodoviários e que vai criar aqui uma área entre o acesso de Macedo ao IP2 e à A4 e ao centro da cidade, nomeadamente aos estabelecimentos de ensinos e aos espaços de lazer existentes na cidade”.

Para a construção deste novo espaço municipal, adianta Benjamim Rodrigues, “foram investidos cerca de 1,1 milhões de euros, valor no qual se inclui 140 mil euros, provenientes do Orçamento Municipal, para aquisição a privados do terreno onde a interface modal se encontra instalado”. A obra propriamente dita “teve um custo de 909 308 euros, dos quais 772 911 euros foram comparticipados ao abrigo do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), enquanto os restantes 136 mil euros foram financiados pela autarquia”. Neste investimento, sustenta, estão incluídos também os acessos e arranjos urbanísticos na envolvente da interface.

Acredito que é mais um incentivo para atrair mais população para o concelho e a prova de que Macedo está a mexer, a modernizar-se e a ganhar novo orgulho neste sentimento de ser macedense”, afiança Benjamim Rodrigues. O autarca acredita que “os munícipes têm hoje mais orgulho na sua terra, veem que o concelho está a modernizar-se e a criar mais e melhores condições para quem aqui reside e para quem nos escolhe para passar férias, para estudar ou trabalhar no território”.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Macedo de Cavaleiros