Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Norte capta mais de mil milhões em fundos europeus para abordagens territoriais

Reabilitação urbana, mobilidade urbana sustentável, inclusão social e emprego e turismo são os grandes pilares do investimento

665

Publicidade

Até 30 de junho de 2021 foram aprovados, no Norte, mais de 1.250 milhões de Euros pelos programas operacionais do Portugal 2020 no âmbito das chamadas “abordagens territoriais”. Do fundo aprovado, para as mais de sete mil operações, 94 por cento deste financiamento provêm do programa NORTE 2020.

Comparativamente ao período homólogo ao ano anterior, registou-se um acréscimo de 2.263 operações (mais de 47 por cento).

Estes valores correspondem a 1,6 mil milhões de Euros de investimento elegível, tendo sido executados, até à data, 619 milhões de Euros.

Ganham destaque nos investimentos aprovados as áreas da reabilitação urbana (25 por cento), mobilidade urbana sustentável (14 por cento) e inclusão social e emprego (35 por cento). Destaca-se ainda o investimento em projetos PROVERE (5 por cento) focados na promoção, preservação e valorização dos recursos endógenos dos territórios de baixa densidade.

Embora a Área Metropolitana do Porto continue a liderar a alocação de fundos, uma boa parte das sub-regiões nortenhas registaram intensidades de apoio per capita superiores à média regional, que é, atualmente, de 348 de Euros por habitante. Exemplos disso são o Alto Minho (537 Euros), Alto Tâmega (923 Euros), Tâmega e Sousa (354 Euros), Douro (694 Euros) e Trás-os-Montes (1.142 Euros).

Publicidade

Fonte desta notícia: CCDR-N

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade