Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Músico de Vila Real brilha no Uruguai com Viola Amarantina

O músico de Vila Real apresentou a versatilidade deste instrumento tradicional de Amarante, interpretando composições que vão desde a música erudita, ao jazz, até à música popular portuguesa. O Festival Internacional de Guitarra de Maldonado contou também com o americano David Chapman em alaúde renascentista, a francesa Gaëlle Solal e Sergio Fernandez do Uruguai na guitarra clássica.

1.948

Publicidade

Rui Fernandes foi um dos convidados para atuar no Festival Internacional de Guitarra de Maldonado, no Uruguai, que aconteceu de 16 a 19 de Novembro.

O músico apresentou algumas composições do seu mais recente trabalho “A Viola Amarantina”, uma homenagem a este instrumento de cordas originário de Amarante e também chamada de viola de dois corações devido às duas aberturas frontais em forma de coração.

O músico de Vila Real apresentou a versatilidade deste instrumento tradicional, interpretando composições que vão desde a música erudita, ao jazz, até à música popular portuguesa.

O Festival Internacional de Guitarra de Maldonado contou também com o americano David Chapman em alaúde renascentista, a francesa Gaëlle Solal e Sergio Fernandez do Uruguai na guitarra clássica.

O Embaixador de Portugal no Uruguai esteve presente num dos concertos de Rui Fernandes, assim como a imensa comunidade Açoriana que vive em Maldonado.

A viola amarantina foi a estrela neste Festival, suscitando a curiosidade do público que ficou rendido à sonoridade “aveludada” deste instrumento e da sua extraordinária versatilidade.

Rui Fernandes comprovou mais uma vez que a viola amarantina não pode nem deve ficar “refém” do rótulo colado à música tradicional. É uma viola portuguesa para ser útil à música do mundo.

Publicidade

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade