Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Município de Carrazeda cria Fundo de Emergência Empresarial

Este Fundo, cujo apoio pode chegar ao valor máximo de dois mil euros por empresa, destina-se aos setores da restauração e similares, alojamento, comércio a retalho e alguns sectores de prestação de serviços. Podem candidatar-se as empresas que tenham até 10 trabalhadores inclusive, obrigatoriamente com sede fiscal no concelho de Carrazeda de Ansiães.

2.300

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

As empresas mais afetadas pelas consequências económicas da crise pandémica que vivemos podem receber até dois mil euros a fundo perdido.

O Município de Carrazeda de Ansiães aprovou na última reunião de Câmara a criação de um Fundo de Emergência Empresarial, um apoio extraordinário para as empresas mais afetadas pela obrigatoriedade de encerramento ou condicionamento da atividade, na sequência das medidas impostas, de combate à Pandemia da doença COVID-19.

Este Fundo, cujo apoio pode chegar ao valor máximo de dois mil euros por empresa, destina-se aos setores da restauração e similares, alojamento, comércio a retalho e alguns sectores de prestação de serviços. Podem candidatar-se as empresas que tenham até 10 trabalhadores inclusive, obrigatoriamente com sede fiscal no concelho de Carrazeda de Ansiães e que apresentem quebras na faturação de valor igual ou superior a 20%, tendo por base de comparação os meses do ano que antecedeu a pandemia, isto é, entre março de 2019 e janeiro de 2020.

As empresas criadas após esta data (março de 2019 a janeiro de 2020) podem também candidatar-se, recebendo um apoio de 500,00€ acrescido do valor de 100,00€ por cada posto de trabalho criado.

A situação é critica no país e em Carrazeda não é diferente. O Banco de Portugal aponta para uma diminuição no PIB nacional de 8,1% e uma quebra no consumo privado de 6,2 %, o que tem um impacto negativo brutal em vários sectores empresariais, ao que acrescem os dois períodos de confinamento e todas as restrições às atividades que foram impostas pelas medidas de controlo da pandemia”, explica João Gonçalves, presidente da Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães.

A autarquia não tem recursos para anular todos os impactos negativos a nível económico e financeiro, mas tem vindo a adotar um conjunto de medidas de apoio que visa minimizar esse impacto e gerar algum alívio. Recordamos que o município criou o Fundo de Emergência Alimentar “Ansiães mais próximo” para apoiar as famílias que devido à pandemia viram os seus rendimentos reduzidos, nomeadamente comerciantes; na quadra natalícia o município presenteou os munícipes com cabazes com produtos locais adquiridos aos comerciantes sedeados no concelho; no dia 3 de abril promove o Festival Gastronómico do Cabrito, envolvendo 11 restaurantes que responderam positivamente ao desafio da autarquia, onde os custos das 500 refeições previstas são quase na totalidade suportados pelo município. Também decidiu ausentar de taxas municipais a instalação de esplanadas até 31 de dezembro de 2021.

Recorde-se que de acordo com o Plano de Desconfinamento anunciado pelo Governo, a partir do dia 17 de abril as esplanadas já podem reabrir, desde que cumpram todas as regras de distanciamento social e segurança estipuladas pela DGS e sendo o limite de 4 pessoas por mesa.

A Câmara Municipal nunca deixou de estar atenta ao evoluir da situação no comércio, fomos agindo consoante entendemos que era adequado, neste momento consideramos que é importante criar este Fundo de Emergência Empresarial para apoiar os setores mais afetados”, explica o autarca.

A verba a atribuir é calculada em função do número de trabalhadores de cada empresa e das quebras na faturação registadas. As candidaturas decorrem de 25 de março a 14 de maio. Este Fundo ficará automaticamente extinto em dezembro de 2021.

Publicidade

Fonte desta notícia: Nota de Imprensa Município de Carrazeda de Ansiães

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade