Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Município de Bragança alarga Áreas de Reabilitação Urbana ao meio rural

A proposta do executivo foi aprovada na Assembleia Municipal, na passada sexta-feira (29 de abril), e possibilitará a quem pretenda reabilitar património no meio rural o acesso ao mesmo tipo de benefícios fiscais que outros empreendimentos localizados em zonas delimitadas e prioritárias para o efeito.

418

Publicidade

O Município de Bragança vai alargar a delimitação das Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) aos aglomerados habitacionais do meio rural. A proposta do executivo foi aprovada na Assembleia Municipal, na passada sexta-feira (29 de abril), e possibilitará a quem pretenda reabilitar património no meio rural o acesso ao mesmo tipo de benefícios fiscais que outros empreendimentos localizados em zonas delimitadas e prioritárias para o efeito.

Seis meses após a tomada de posse, o executivo municipal levou e aprovou em Reunião de Câmara, a 20 de abril, e submeteu à Assembleia Municipal, a 29 de abril, uma proposta para promover a reabilitação do património edificado do concelho, através do alargamento do processo de delimitação das Áreas de Reabilitação Urbana.

A criação destas ARU’s, que passarão a abranger os aglomerados do meio rural, pretende possibilitar o acesso aos mesmos benefícios fiscais inerentes às zonas prioritárias para reabilitação urbana já existentes na cidade, como o Centro Histórico (64 ha), Cantarias (225 ha) e S. João de Deus (138,5 ha)] e, assim, estimular a recuperação do património edificado no meio rural.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Bragança

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade