Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Mostra de Teatro do Douro regressa “a casa”

Num espetáculo realizado no palco onde tudo começou, no Pinhão, mais de 70 espectadores riram com mais uma comédia.

141

Publicidade

A Casa do Povo do Pinhão recebeu, no passado sábado (6/05), o Grupo de Teatro Aldeia Verde com “O Cupido Apaixonado”, marcando, assim, o quinto espetáculo da XIII Mostra de Teatro do Douro no regresso à vila que viu nascer este festival.

“E se um cupido trapalhão se apaixonasse pelo seu alvo?”, esta é a questão que melhor descreve esta peça interpretada pelo grupo de Lazarim. Com encenação de Lurdes Silva, “O Cupido Apaixonado” trata-se de um espetáculo repleto de peripécias entre o cupido e o seu alvo. Erros, trapalhadas, paixão e diversão. É a partir desta base que se vão construindo, ao longo da apresentação, inúmeros momentos de elevada comicidade, desde as expressões inusitadas e espontâneas dos atores, até à recíproca interação com o público presente.

Após o público aplaudir aquela hora teatral, houve espaço para o grupo de Teatro Aldeia Verde, na voz de Marisa Rodrigues, Presidente da Direção, salientar o gosto de representar para um público como o presente, apelando à audiência para não deixar de ir ao teatro, de forma que seja possível continuar a enriquecer esta cultura.

A Junta de Freguesia do Pinhão, representada pela Presidente Sandra Moutinho, agradeceu ao grupo por ter proporcionado aquele momento e referiu que deseja continuar a revê-los nos próximos tempos.

Também a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Alijó, Mafalda Mendes, deu os parabéns pelo espetáculo realizado e salientou, ainda, o trabalho da Associação Vale d’Ouro na promoção da cultura, na região.

A XIII Mostra de Teatro do Douro continua já no próximo fim de semana, dia 14 de maio, no Centro Cultural do Castelo (Alijó), onde o Núcleo Teatro A.C. Vermoim irá presentear o público com a peça “Procura-se morto… ou morto!” numa iniciativa de descentralização do festival no concelho de Alijó.

Publicidade

Fonte desta notícia: Associação Vale D'Ouro