Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Mogadouro recebe encontro de máscaras no próximo dia 14 de janeiro

As máscaras estão carregadas de elementos simbólicos representados pelas cores utilizadas e por elementos da natureza, conjugando o religioso e o profano, o maravilhoso e a realidade das comunidades rurais.

235

Publicidade

A vila de Mogadouro recebe no próximo dia 14 de janeiro o VIII Encontro de Máscaras, que este ano conta com grupos de vários concelhos da região e também vindos de regiões espanholas onde as festividades do solstício de inverno ainda têm uma forte expressão.

Segundo uma nota de imprensa do município de Mogadouro, “o concelho tem vindo a encetar um grande esforço para manter vivas estas tradições culturais. O Município e algumas Juntas de Freguesia têm sido muito ativos na promoção destas manifestações populares, que, até há cerca de 100 anos atrás ainda eram amplamente celebradas, nomeadamente nas localidades de Bruçó, Bemposta, Tó, Valverde, Vilarinho dos Galegos e Vale de Porco“.

As festas do concelho de Mogadouro têm diversos elementos comuns. Em Bruçó, os “Velhos” saem à rua no dia 25 de Dezembro. Tal como o “Chocalheiro” de Vale de Porco e o Careto de Valverde. O Chocalheiro de Bemposta sai no dia 26 de Dezembro e no dia 01 de Janeiro. O “Farandulo” de Tó sai no primeiro de Janeiro (antigamente, também saía no dia 06 de Janeiro). E o Mascarão e Mascarinha de Vilarinho dos Galegos saem no dia de Reis.

Além de marcarem rituais de passagem para os rapazes das aldeias, estas festas momentos de exorcização dos espíritos maus, apelando à intervenção das forças benéficas da Natureza, que haveriam de dar vida a um novo ciclo de prosperidade e fertilidade, encerrando o ciclo anterior.

As máscaras estão carregadas de elementos simbólicos representados pelas cores utilizadas e por elementos da natureza, conjugando o religioso e o profano, o maravilhoso e a realidade das comunidades rurais.

Os eventos associados às máscaras de inverno tornaram-se num fator de identidade territorial e de orgulho para as pessoas destas regiões. Estes eventos, além de promoverem o património cultural do concelho, servem ainda para
mobilizar a economia, o comércio e o turismo.

Publicidade

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade