Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Mirandela incuba 11 empresas criando 30 postos de trabalho

A Câmara Municipal de Mirandela e Associação Comercial têm garantido uma gestão eficiente do Centro de Apoio à Criação de Empresas, CACE – Ninho de Empresas, incubando, desde 2019, o total de 11 empresas e criando 30 postos de trabalho.

2.293

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

Com o protocolo de Contrato Programa celebrado em 2019, entre a Câmara Municipal de Mirandela e a Associação Comercial e Industrial de Mirandela (ACIM), que atribui a gestão e dinamização do Gabinete de Apoio à Empresa e ao Empreendedor (GAEE) à Associação Comercial e Industrial de Mirandela foi promovida uma estratégia conjunta pelas duas Instituições para implementar um plano de redinamização empresarial do Ninho de Empresas como aposta no combate à crise, um estímulo ao investimento das empresas do concelho e consequentemente uma forma de manutenção e criação de postos de trabalho.

É ainda de referir que a Incubação de 8 empresas e regularização de 3 situações, permitiu, desde 2019, a criação de 30 postos de trabalho.

tabelaincuba
As atividades empresariais atualmente incubadas

O Ninho de Empresas, atualmente designado por TUASTART, sediado na Zona Industrial – Rua A, 5370-565 Mirandela, é um espaço que tem por finalidade promover a criação de empresas a nível local e regional, proporcionando a novas empresas, nos primeiros anos de funcionamento, um espaço físico para o exercício da sua atividade.

Esta ajuda é complementada por diversos apoios técnicos e pelo acompanhamento das empresas instaladas, visando a sua consolidação e a criação de condições para uma afirmação no exterior, após a saída do Ninho de Empresas.

O Ninho de Empresas, também conhecido por CACE, é uma plataforma empresarial do IEFP inaugurada em 1996, cuja tutela passou para a Câmara Municipal em 2013 ao abrigo de um protocolo de colaboração e comodato entre o IEFP e o Município de Mirandela, cujas candidaturas são regulamentadas ao abrigo do Regulamento Municipal TUASTART e elaboradas pelo Gabinete de Apoio à Empresa e ao Empreendedor na Associação Comercial e Industrial de Mirandela.

Atualmente o CACE é uma entidade acreditada pelo IAPMEI, na avaliação e reconhecimento da competência para apoio à instalação/incubação de projetos de empreendedorismo e de autoemprego.

Os promotores beneficiam do apoio logístico e técnico da Incubadora de Empresas que é constituída por 17 pavilhões com cerca de 150 metros quadrados, sala de Formação, um espaço de restauração/cafetaria, WC´s públicos e Parque de Estacionamento.

A gestão do CACE está tutelada por uma parceria conjunta do IEFP (que tutela toda a área de Formação Profissional e ainda alguns pavilhões) e a Câmara Municipal de Mirandela.

Candidaturas ao CACE

Podem apresentar candidatura ao Ninho de Empresas pessoas singulares e coletivas. Os projetos de criação de empresas a instalar no Ninho devem reunir as seguintes condições de acesso:

  •  Demonstrar viabilidade técnica, económica e financeira;
  • Garantir a criação de emprego estável e serão priorizadas as candidaturas que assegurem criação de emprego qualificado;
  • Adequar-se aos objetivos do Ninho de Empresas e às instalações disponíveis. As candidaturas para a criação de empresas a instalar no Ninho de Empresas devem garantir que a gestão da empresa a criar seja, de facto, exercida por, pelo menos, um dos promotores do projeto.

As candidaturas são elaboradas pelo Gabinete de Apoio à Empresa e ao Empreendedor da Associação Comercial e Industrial de Mirandela que depois elabora o parecer técnico para submeter à apreciação da Câmara Municipal de Mirandela.

Publicidade

Fonte desta notícia: Nota de Imprensa Município de Mirandela (Texto na íntegra)

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade