Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Mirandela e Valpaços lançam primeiro marco do Caminho de Santiago

O Troço do Caminho Português de Este de Santiago, entre Mirandela e Valpaços, que estabelece a ligação ao Caminho Português Interior de Santiago, em Chaves, integra um importante património cultural, imaterial e material que se assume como um importante produto turístico que importa preservar, promover e valorizar.

832

Publicidade

Está em curso a marcação do troço do Caminho Português de Este de Santiago, que ligará Mirandela e Valpaços ao Caminho Português Interior de Santiago, em Chaves, que por sua vez conduzirá os peregrinos até Santiago de Compostela, na Galiza, em Espanha.

O Caminho de Santiago, designa o caminho de peregrinação de origem medieval a Santiago de Compostela, engloba uma rede de diferentes itinerários de peregrinação ao longo da Europa, amplamente reconhecidos como vias de comunicação das mais importantes no cenário europeu.

A sua extraordinária afluência, especialmente nas últimas décadas, ultrapassa a devoção religiosa estendendo-se às motivações espirituais no sentido amplo e ao enorme atrativo cultural, patrimonial e natural da rota. O Caminho Português tem registado um crescimento consolidado, sendo atualmente o segundo percurso mais percorrido a seguir ao Francês.

O Troço do Caminho Português de Este de Santiago, entre Mirandela e Valpaços, que estabelece a ligação ao Caminho Português Interior de Santiago, em Chaves, integra um importante património cultural, imaterial e material que se assume como um importante produto turístico que importa preservar, promover e valorizar.

Numa estratégia intermunicipal concertada, os dois Municípios avançaram, em 2020, para uma candidatura conjunta ao Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), com um valor total de investimento a rondar os 250 mil euros.

Aprovada a candidatura e após a identificação do traçado, encontra-se em execução a fase de marcação o trajeto que abrange os dois concelhos transmontanos.

Para a autarquia de Mirandela é importante “valorizar a excelência do património cultural no contexto das estratégias regionais distintivas de desenvolvimento turístico e promover o desenvolvimento de produtos turísticos prioritários, nomeadamente o turismo cultural, turismo de natureza e turismo de saúde e bem-estar“.

Este programa cultural pretende catapultar a imagem da região muito para além das suas fronteiras geográficas, capitalizando todo este potencial turístico onde se insere e dinamizando as iniciativas culturais já existentes. Estima-se que, anualmente, 5 mil peregrinos possam cruzar os dois concelhos.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Mirandela

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade