Informativo Digital

Jorge Gomes foi reeleito na Federação Distrital do PS de Bragança

Os resultados foram esclarecedores, Gomes venceu com 62% dos votos, mas na declaração de vitória não deixou de lançar algumas alfinetadas contra a falta de unanimismo, ou contra uma latente oposição interna, que não parece agradar ao reeleito presidente da federação distrital de Bragança do PS.

618

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

Jorge Gomes voltou a vencer a federação distrital de Bragança do PS, mas em declarações à Agência Lusa deixou algumas alfinetadas à atual secretária de Estado das Comunidades, Berta Nunes, que apoiou Júlia Rodrigues.

Na corrida desta eleição distrital estavam Jorge Gomes, ex-secretário de Estado da Proteção Civil e actual braço direito de António Costa no distrito de Bragança, e Júlia Rodrigues, presidente em exercício no município de Mirandela.

Os resultados foram esclarecedores, Gomes venceu com 62% dos votos, mas na declaração de vitória não deixou de lançar algumas alfinetadas contra uma aparente falta de unanimismo, ou contra uma latente oposição interna, que não parece agradar ao reeleito presidente da federação distrital de Bragança do PS.

Jorge Gomes, referiu-se à “face invisível da derrota”, ou a alguns “históricos do partido” no distrito, que “constantemente se colocam contra as candidaturas que apresento”, criticou.

Segundo noticiou a Agência Lusa, Jorge Gomes inclui na “face invisível da derrota” Berta Nunes, atual secretária de Estado das Comunidades e apoiante de Júlia Rodrigues nas passadas eleições de sexta-feira. “Eles já perderam cinco, seis, sete vezes e eu continuo de pé e continuo a fazer tudo pelo partido”, referiu.

Para o novo mandato, Jorge Gomes elencou como principal prioridade as eleições autárquicas, que decorrerão dentro de pouco mais de um ano.
O socialista considerou este ato eleitoral como uma “tarefa muito grande”, sendo o seu objectivo conquistar um maior número de câmaras no distrito, onde o PS governa em 7 dos 12 municípios.

Jorge Gomes disse ainda que espera uma mobilização geral do partido e que acredita que movimentará para um objetivo comum “a face visível” da oposição interna, referindo-se a Júlia Rodrigues.

Publicidade

Créditos da imagem: Facebook Concelhia PS de Bragança

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade