Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Jorge Braz é o novo Doutor Honoris Causa da UTAD

Jorge Braz teve como padrinho do doutoramento o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes. Daí que, no cumprimento do ritual da cerimónia, usasse de seguida da palavra o deputado e ex-Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, a quem coube o elogio do padrinho do doutorando.

232

Publicidade

Com grande solenidade, decorreu ontem (dia 19 de outubro), na Aula Magna da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) a cerimónia de atribuição do grau de Doutor Honoris Causa ao selecionador nacional de Futsal, Jorge Braz, bicampeão europeu, campeão mundial da modalidade e vencedor da primeira edição da Finalíssima Intercontinental. Acompanhada a sessão de um interlúdio musical do Conservatório de Música de Vila Real, notava-se na assistência, para além do corpo doutoral da instituição, a presença de muitos convidados, entre autarcas, deputados, dirigentes desportivos, atletas e destacados dirigentes da Federação Portuguesa de Futebol.

O reitor da UTAD, Emídio Gomes, abrindo a cerimónia, manifestou a grande honra de poder atribuir “a máxima distinção que esta instituição pode conceder” a Jorge Braz, reconhecendo “um percurso notável, que constitui, para aqueles que vêm sendo observadores do seu trajeto, um motivo de orgulho e enorme honraria”.

Nunca nos esqueçamos que cada novo doutoramento Honoris Causa constitui um momento de reflexão, de afirmação e até de renovação desta instituição”, afirmou o reitor. “Seja bem-vindo à nossa Academia!”, completou.

Jorge Braz teve como padrinho do doutoramento o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes. Daí que, no cumprimento do ritual da cerimónia, usasse de seguida da palavra o deputado e ex-Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, a quem coube o elogio do padrinho do doutorando.

Fernando Gomes, por seu turno, apresentou um vasto rol de referências muito louváveis ao homenageado. “Estudioso, frontal, decidido, tem uma capacidade de trabalho ímpar e uma vontade inquebrantável de integrar e valorizar todos os que com ele se cruzam”, afirmou o Presidente da Federação de Futebol. “Vencedor crónico e líder inato, lê-se nele a vontade de conquistar o mundo”, concluiu.

Seguiu-se o momento da imposição das insígnias doutorais pelo reitor da UTAD, o que o novo Doutor agradeceu com uma emotiva intervenção. Realçou a importância de todos quantos consigo colaboraram ao longo da sua carreira e fez um percurso descritivo, quer da sua vida pessoal, quer profissional, desde a pequena aldeia de Valpaços, os estudos em Chaves, depois no Porto, os clubes por onde passou, a Universidade do Minho, a UTAD, não esquecendo os seus adversários. “Ganha-se mais quanto mais forte for o meu adversário”, disse-o numa implícita e honrosa alusão ao seu colega “rival” selecionador de Espanha.

Sobre os seus colaboradores mais próximos afirmou: “Tenho a melhor equipa do mundo a trabalhar comigo”. Sobre a UTAD, onde foi treinador e docente de Desporto, disse: “Ser Honoris Causa desta Universidade é a minha maior honra”.

A terminar a cerimónia, falou, em nome do Conselho Geral, o seu membro cooptado, António Filipe, com palavras de louvor à UTAD pela iniciativa da homenagem a Jorge Braz, enaltecendo o perfil de vencedor que destacou com as palavras-chave que sobre ele mais se têm ouvido: competência, paixão, generosidade, coração, alma criatividade e liderança.

Publicidade

Fonte desta notícia: UTAD

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade