Informativo Digital

Hoje assinala-se o “Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza”

2018 foi o ano com o menor número de pessoas consideradas pobres em Portugal (desde 2003), com uma taxa de risco de pobreza de 17,2%? As taxas mais elevadas registaram-se em 2003, 2013 e 2014 quando a pobreza atingiu cerca de um em cada cinco indivíduos.

432

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

Para assinalar o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, que se celebra hoje, sábado, dia 17 de Outubro, a Pordata, base de dados estatísticos da Fundação Francisco Manuel dos Santos, reuniu  e divulga em colaboração com o Notícias do Nordeste, um conjunto de informações sobre a pobreza em Portugal.

São 12 destaques estatísticos que mostram, por exemplo, que:

  • Em Portugal, a esmagadora maioria da população com 65 ou mais anos seria pobre sem transferências sociais. Mesmo após transferências sociais, cerca de 17% vive numa situação de pobreza em 2018.
  • Entre 2007 e 2018, os mais jovens são o grupo etário que apresenta a taxa de risco de pobreza mais elevada, depois de transferências sociais. Embora 2018 seja o ano com a percentagem mais baixa, 18,5% dos menores de 18 anos estavam em risco de pobreza.
  • Cerca de um em cada três agregados domésticos de um adulto com uma ou mais crianças é pobre.
  • Por toda a UE27, o risco de pobreza é mais acentuado entre indivíduos sem escolaridade ou com um nível Básico de escolaridade. Em Portugal, cerca de um em cada quatro indivíduos com, no máximo, o 9º ano de escolaridade é pobre.
  • Em 2019, atingiu-se o valor mais baixo, em 16 anos, do número de pessoas em situação de carência económica ou de bens duradouros em Portugal.

1. Sabia que…
2018 foi o ano com o menor número de pessoas consideradas pobres em Portugal (desde 2003), com uma taxa de risco de pobreza de 17,2%? As taxas mais elevadas registaram-se em 2003, 2013 e 2014 quando a pobreza atingiu cerca de um em cada cinco indivíduos. Contudo, antes de qualquer transferência social, a proporção de pobres representaria 43,4% da população em 2018.

2. Sabia que…
o limiar de risco de pobreza, isto é o valor abaixo do qual se considera que alguém é pobre, aumentou 776€, a preços constantes, entre 2003 e 2018? No entanto, entre 2010 e 2013 houve uma inflexão em relação aos anos anteriores, tendo passado de 5.434€ em 2010 para 5.189€ em 2011 e 4.960€ em 2012. Só em 2018 se superou o valor de 2009.

3. Sabia que…
em Portugal, a esmagadora maioria da população com 65 ou mais anos seria pobre sem transferências sociais? Mesmo após transferências sociais, cerca de 17% vive numa situação de pobreza em 2018. Entre 2003-2006 cerca de um em cada quatro cidadãos com 65 ou mais anos era pobre, enquanto que os anos de 2012 e 2013 foram aqueles com menor número de pobres entre os idosos.

4. Sabia que…
entre 2007 e 2018, os mais jovens são o grupo etário que apresenta a taxa de risco de pobreza mais elevada, depois de transferências sociais? Embora 2018 seja o ano com a percentagem mais baixa, 18,5% dos menores de 18 anos estavam em risco de pobreza.

5. Sabia que…
cerca de um em cada três agregados domésticos de um adulto com uma ou mais crianças é pobre? Também os agregados compostos por dois adultos com 3 ou mais crianças, ou agregados de uma só pessoa apresentam maior vulnerabilidade à pobreza: 30,2% e 26,2%, respetivamente.

6. Sabia que…
em Portugal, é considerado pobre quem aufere um rendimento mensal por adulto próximo dos 500€? Em 2018, a intensidade da pobreza diminuiu face ao ano anterior embora, ao longo dos anos, a tendência tenha sido irregular. O seu pico deu-se em 2013 (em que o rendimento das pessoas consideradas pobres/em risco de pobreza estava 30,3% abaixo do limiar de pobreza) e o seu mínimo em 2000 (22,0% abaixo do limiar da pobreza).

7. Sabia que…
o limite a partir do qual se define a situação de pobreza, nos vários países da UE27, é muito diferente? Ainda assim, depois de eliminarmos as diferenças ao nível do poder de compra (usando PPS), em 2019, o limiar da pobreza em Portugal equivalia a menos de metade do limiar da pobreza em países como a Áustria e a Dinamarca. Assim, em Portugal é pobre quem ganha menos de 580 PPS por mês e na Áustria quem ganha menos de 1.184 PPS por mês.

8. Sabia que…
por toda a UE27, o risco de pobreza é mais acentuado entre indivíduos sem escolaridade ou com um nível Básico de escolaridade? Em Portugal, cerca de um em cada quatro indivíduos com, no máximo, o 9º ano de escolaridade é pobre. Na Bulgária e Roménia, esta proporção é de cerca de metade entre o grupo menos escolarizado.

9. Sabia que…
em 2019, mais de 267 mil pessoas recebiam o Rendimento Social de Inserção, sendo este o valor mais baixo atribuído desde 2006? Destes, mais de metade são mulheres (51,6%) e mais de dois em cada cinco (41,2%) têm menos de 25 anos.

10. Sabia que…
comparando o ano de 1974 com o ano de 2019, e descontando o efeito da inflação, as pessoas que recebem o salário mínimo recebem hoje mais 99€ do que em 1974? E os beneficiários das pensões mínimas de velhice e invalidez do regime geral da Segurança Social recebem praticamente o mesmo?

11. Sabia que…
em Portugal, em 2019, uma em cada três pessoas não tinha capacidade para assegurar o pagamento de despesas inesperadas? No panorama europeu (EU27), em dois países, essa incapacidade atinge metade da população: Croácia e Letónia.

12. Sabia que…
em 2019, atingiu-se o valor mais baixo, em 16 anos, do número de pessoas em situação de carência económica ou de bens duradouros em Portugal? Neste período, o valor mais elevado é de 2013.

Fonte: INE, Pordata

Quer saber mais sobre este dossier? Folheie o nosso flipbook


Se não conseguir visualizar o flipbook, veja os dados da PORDATA em PDF .

Publicidade

Fonte desta notícia: PORDATA/Fundação Francisco Manuel dos Santos

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade