Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Geopark Terras de Cavaleiros com caminhada solidária em marcha

Iniciativa decorre a 12 de dezembro e o valor de inscrição reverte em favor de uma família carenciada do concelho de Macedo de Cavaleiros.

359

Publicidade

O Geopark Terras de Cavaleiros está a promover mais uma edição do “Geopark Solidário”, uma iniciativa sob a forma de caminhada que tem por objetivo “fazer mais uma família feliz neste Natal”. Isto porque a soma das inscrições na atividade (cinco euros por participante) reverte em favor de uma família carenciada do concelho de Macedo de Cavaleiros.

O apelo à participação da população acontece naquele que é o mês mais simbolicamente ligado aos valores que a solidariedade com o próximo encerra. E vai igualmente “ao encontro de um dos desígnios da instituição, ou seja, manter intactas as características identitárias do território e a autenticidade das suas gentes”, também através de iniciativas de responsabilidade social, como frisa Benjamim Rodrigues, presidente da direção da Associação Geoparque Terras de Cavaleiros e da municipalidade.

A caminhada terá início na sede do Geopark Terras de Cavaleiros, na antiga Estação Ferroviária, no dia 12, a partir das 21h00 e a inscrição pode ser feita através do 278 428 101 ou do geral@geoparkterrasdecavaleiros.com .

Reconhecido como Geoparque Mundial da UNESCO, desde novembro de 2015, o Geopark Terras de Cavaleiros abrange uma área de 692,3 km2 que integra o território concelhio. Dele faz parte um património geológico ao qual se soma um grande património de biodiversidade, um notável património histórico-cultural, os produtos locais, a rica gastronomia e a arte de bem receber das suas gentes.

Da geografia ressalta o Maciço de Morais, com elevado valor geológico, a serra de Bornes e da Nogueira, a Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo e, entre outros pontos de interesse, o vale do rio Sabor, inserido na Rede Natura 2000.

Trata-se de um território mágico, pleno de deslumbrantes paisagens, vestígios de múltiplos e singulares fenómenos geológicos (com mais de 400 milhões de anos de história) e biodiversidade, onde o geoturismo se assume como uma das principais componentes sobre as quais assenta a estratégia de desenvolvimento sustentável.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Macedo de Cavaleiros