Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Filandorra estreia “O Barrete de Guizos” de Luigi Pirandello

O elenco desta comédia de ciúmes, honra, traição e loucura, é composto pelos atores Anita Pizarro, Bibiana Mota, Débora Ribeiro, Helena Leitão, Sofia Duarte, Bruno Pizarro e Silvano Magalhães.

179

Publicidade

No próximo dia 29 de outubro, a Filandorra – Teatro do Nordeste vai estrear no Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego, aquela que é a sua 78ª produção, O barrete de Guizos de Luigi Pirandello, dramaturgo italiano do século XX e Prémio Nobel da Literatura em 1934, um grande renovador do teatro reconhecido pelo seu profundo sentido de humor e originalidade,

Escrita originalmente em dialeto siciliano e representada pela primeira vez em 1917 no Teatro Nacional de Roma, O Barrete de Guizos é uma comédia que obriga à reflexão sobre nós próprios e a sociedade que nos rodeia, e conta a história de uma esposa enganada, que denuncia publicamente o marido e que é obrigada a retratar-se declarando-se louca, para salvar o puritanismo apodrecido existente e a moral religiosa omnipresente…. Para Filipe Crawford, que tem colaborado com a Companhia em temporadas anteriores, nomeadamente com a encenação de O teatro cómico de Goldoni em 1997 e Não se brinca com o amor de Musset em 2019, esta peça preenche os objetivos de um teatro popular atual, pretendendo entreter, mas também educar o ser humano, obrigando-o a refletir sobre si. Sobre a encenação, acrescenta, pretende-se depurada e moderna, fazendo sobressair as personagens e concentrando o espectador na ação cómica da peça e na situação caricata nela relatada.

O processo criativo da nova produção da Filandorra foi realizado nos meses de Setembro e Outubro em Residência Artística no TRC, que disponibilizou as condições e o acesso aos meios de produção necessários à nova produção num trabalho direto e colaborativo com a sua equipa técnica. Aliás, foi a primeira residência artística do TRC depois de ter integrado a RTCP – Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses, reforçando uma vez mais as dinâmicas e metodologias criativas do “Scala” do Douro, a mais bela sala de espetáculos da região, reforçando-o como como centro dinamizador e promotor de atividades em vários domínios artísticos pata todos os públicos.

O elenco desta comédia de ciúmes, honra, traição e loucura, é composto pelos atores Anita Pizarro, Bibiana Mota, Débora Ribeiro, Helena Leitão, Sofia Duarte, Bruno Pizarro e Silvano Magalhães. Na técnica Carlos Carvalho e Pedro Carlos em colaboração com toda a equipa técnica do TRC. Na produção e comunicação Cristina Carvalho e Silvina Lopes.

Depois da estreia de Diabos e Diabritos num saco de mafarricos de Alexandre Parafita no passado mês de maio em Vinhais, esta é a segunda produção a estrear conta com parceria principal do Município de Lamego no âmbito do projeto “Reportórios, Territórios e Identidades” (Biénio 2021-2022) com Direção Artística de David Carvalho e apoiado pelo Programa de Apoio Sustentado – Teatro da DGartes/Ministério da Cultura e mais vinte municípios da região do Interior Norte que integram a Rede Protocolada da Filandorra.

Publicidade

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade