Informativo Digital do Nordeste Transmontano

Filandorra “celebra” o teatro e estreia nova produção de Alexandre Parafita em Vinhais

No âmbito da iniciativa Março o mês do Teatro, Filandorra “celebra” o teatro português em quinze municípios do interior e estreia nova produção de Alexandre Parafita em Vinhais

0 3.147

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A Filandorra arranca hoje com a iniciativa Março o mês do Teatro para assinalar na região o Dia Mundial do Teatro que se comemora no próximo dia 27 de Março. Durante todo o mês a Filandorra vai “celebrar” o teatro com uma programação variada e destinada a todos os públicos, entre teatro, formação e animação, que vai percorrer os palcos de 15 municípios (Sernancelhe, Vila Nova de Foz Côa, Penedono, Alfândega da Fé, São João da Pesqueira, Carrazeda de Ansiães, Valpaços, Lisboa-BTL, Vinhais, Sabrosa, Lamego, Vila Pouca de Aguiar, Santa Marta de Penaguião, Vila Real e Vila Flor) de cinco distritos (Bragança, Guarda, Lisboa, Vila Real e Viseu) com espectáculos de dramaturgos de referência da Literatura Portuguesa, como Gil Vicente e Almeida Garrett, ou os mais contemporâneos como Bento da Cruz e Alexandre Parafita.

No seguimento do trabalho desenvolvido pela Companhia no âmbito da formação de novos públicos/futuros espectadores para o teatro ao longo dos últimos anos, a edição deste ano do Março o mês do Teatro é dedicado ao público mais jovem, dando continuidade aos ciclos de teatro para as escolas, com a representação de Auto da Barca do Inferno e Farsa de Inês Pereira de Gil Vicente, e o clássico Frei Luís de Sousa de Almeida Garrett

Um dos pontos altos das comemorações do mês do teatro está reservado para 20 de Março com a ESTREIA NACIONAL em Residência Artística no Centro Cultural Solar Condes de Vinhais da 77ª produção da Filandorra, Diabos e Diabritos…num saco de Mafarricos, com base na obra de Alexandre Parafita para os mais novos. Este novo projecto teatral pretende dar a conhecer o universo fantástico e encantatório da tradição oral, com os seus contos, lendas e mitos, de forma a estimular a curiosidade pelos saberes intergeracionais, descobrir as mensagens culturais das narrações e promover o gosto pela leitura das obras em questão.

Às histórias preservadas em livro, e agora transpostas para o palco, foram acrescentadas canções da autoria de Marília Miranda. A Estreia da nova produção acontece no dia em que se assinala o Dia Mundial do Teatro para a Infância e Juventude, criado em 2001 pela ASSITEJ – Associação Internacional do Teatro Para a Infância e Juventude como reconhecimento do direito das crianças e jovens em enriquecer as suas vidas através das artes e do teatro em particular.

A celebração do Teatro enquanto arte universal acontece em pleno Douro Património Mundial, na cidade de Lamego, onde a Filandorra centra as comemorações do Dia Mundial do Teatro a 27 de Março, com a actividade Dia Aberto no Teatro Ribeiro Conceição, com visitas guiadas aos vários espaços do “scala” do Douro, bem como a representação de Frei Luís de Sousa de Almeida Garrett para as Escolas (14h30) e público em geral (21h30), e com entrada gratuita.

As Comemorações do Dia Mundial do Teatro acontecem sob o silêncio do Ministério da Cultura que ainda não definiu uma solução paras Companhias que não obtiveram financiamento apesar de elegíveis por parte do júri no mais recente concurso ao Apoio Sustentado – Teatro da DGartes (Biénio 2020-2021).

Publicidade

Fonte desta notícia: Nota de Imprensa Gab. Comunicação/R. Públicas FILANDORRA – TEATRO DO NORDESTE
Comentários
carregar...

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia AceitoPolítica de Privacidade