Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Festival Internacional Magos da Guitarra regressa para a sua 3ª edição

A edição de 2024 abre no dia 1 de Março, em Carrazeda de Ansiães e Murça, com Trevor Babajack e Tierra, de David Silva. Guitarristas que podem ser ouvidos novamente no dia seguinte em Mesão Frio e Peso da Régua respetivamente.

390

Publicidade

O Festival Internacional Magos da Guitarra regressa para a sua 3ª edição de 1 a 23 de Março em 9 localidades da região de Trás-os-Montes e Douro.

Num festival que assume o virtuosismo dos músicos como a sua marca distintiva, vão-se fazer ouvir guitarristas que sobressaem em múltiplas áreas musicais, como jazz manouche, fingerstyle, blues, flamenco, world music, música clássica ou tango argentino.

A edição de 2024 abre no dia 1 de Março, em Carrazeda de Ansiães e Murça, com Trevor Babajack e Tierra, de David Silva. Guitarristas que podem ser ouvidos novamente no dia seguinte em Mesão Frio e Peso da Régua respetivamente.

A música de Trevor BabaJack é influenciada pelo Blues rural antigo, misturado com os sons das raízes rítmicas africanas, descrito por muitos como criador de um estilo próprio original. Já em Tierra, o guitarrista David Silva traz-nos o seu último trabalho onde o canto, a guitarra flamenca, o baile flamenco e a flauta transversal se fundem e nos levam num percurso pela música tradicional de Andaluzia.

Ainda no dia 2, em Lamego, em representação do jazz manouche poderá ouvir-se os Pompadelic Swing Orquestra que têm como influência a sonoridade Manouche na tradição de Django Reinhardt, privilegiando a guitarra como instrumento principal. O acompanhamento rítmico, La Pompe, e a improvisação criativa são o motor para que o swing desta orquestra seja verdadeiramente enérgico e dançante.

No dia 13 de Março, a viola amarantina chega ao festival “vestida” de uma sonoridade world music com o Rui Fernandes Quarteto. Um formato único no mundo, que junta o contrabaixo, o piano e a percussão à viola amarantina num quarteto formado por músicos de excelência: Rui Fernandes (viola amarantina), Pedro Neves (piano), Miguel Ângelo (contrabaixo) e Ricardo Coelho (percussão).

Em Sabrosa, dia 16, será a vez da música clássica com o guitarrista Ricardo Barceló. Professor, compositor e investigador, ganhou os prémio Alírio Díaz e Abel Carlevaro. Entre prémios de composição e direção artística de festivais, Ricardo Barceló organiza os Encontros de Música em Tibães e é docente na Universidade do Minho.

Nos dias 22 e 23, último fim-de-semana do festival, o tango argentino e o fingerstyle encerram esta edição.

Tango en Guitarras, apresentam-se em Carrazeda de Ansiães e em Vila Pouca de Aguiar nos dias 22 e 23, respetivamente. Os guitarristas argentinos Ramón Maschio e Mariano Gil combinam as suas experiências de mais de 20 anos como artistas do tango e de música argentina num cuidado repertório em que convergem clássicos e contemporâneos, além de composições próprias. Os seus arranjos originais para guitarra e uma grande cumplicidade musical definem a presente proposta.

Lamego e Tabuaço são os locais que, nos dia 22 e 23, respetivamente, recebem Tom Lumen, um guitarrista húngaro e que se apresenta pela primeira vez em Portugal. A paixão e o entusiasmo de Tom captam a atenção do público e as suas atuações são caracterizadas pela intimidade e interação, bem como pelo virtuosismo e alegria. A sua guitarra, por vezes, evoca o som de uma

banda inteira mas também usa uma vertente oposta com pensamentos musicais íntimos e tranquilos.

O Festival, é organizado e produzido pela De Mi Para Si, promotora cultural que criou este Festival, que conjuga todas as características e especificidades de um novo mundo da guitarra.

Trás-os-Montes e Douro continua a ser o espaço geográfico privilegiado onde decorre o Magos da Guitarra. A organização quer que esta seja, aqui, uma iniciativa cultural diferenciadora de excelência e uma forma de promoção deste território como um todo.

Festival Internacional Magos da Guitarra

01 Março, 21h30 | Carrazeda de Ansiães, Auditório do CITICA – TREVOR BABAJACK (Entrada Livre)
01 Março, 21h | Murça, Auditório das Caves de Murça – TIERRA DE DAVID SILVA (Entrada Livre)
02 Março, 18h | Lamego, Teatro Ribeiro Conceição – POMPADELIC SWING ORCHESTRA (Bilhete: € 7,5)
02 Março, 21h30 | Mesão Frio, Auditório Municipal – TREVOR BABAJACK (Entrada Livre)
02 Março, 21h30 | Peso da Régua, AUDIR – TIERRA DE DAVID SILVA (Bilhete: € 5)
13 Março, 21h | Bragança, Teatro Municipal – RUI FERNANDES QUARTETO, A VIOLA AMARANTINA (Bilhete: € 6)
16 Março, 21h30 | Sabrosa, Auditório Municipal – RICARDO BARCELÓ (Entrada Livre)
22 Março, 21h30 | Carrazeda de Ansiães, Auditório do CITICA – TANGO EN GUITARRAS (Entrada Livre)
22 Março, 21h30 | Lamego, Teatro Ribeiro Conceição – TOM LUMEN (Bilhete: € 7,5)
23 Março, 21h30 | Vila Pouca de Aguiar, Auditório Santa Casa da Misericórdia – TANGO EN GUITARRAS (Entrada Livre)
23 Março, 21h30 | Tabuaço, Local a anunciar – TOM LUMEN

Publicidade