Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Desemprego de recém-diplomados na Região Norte diminuiu entre 2014 e 2021

Na plataforma Brighter Future da Fundação José Neves é possível fazer o Raio X das Regiões de Portugal sobre Emprego, Salários e Educação.

183

Publicidade

Na região Norte, o número de recém-diplomados em situação de desemprego diminuiu 7 pontos percentuais entre 2014 e 2021. É a segunda região do país com a maior percentagem de trabalhadores com formação superior (20%), apenas ultrapassada pela Área Metropolitana de Lisboa (30%). Entre os trabalhadores, 51% têm apenas o ensino básico, 29% o ensino secundário e 17% uma licenciatura. Entre as áreas de formação superior mais comuns destacam-se a engenharia e técnicas afins, as ciências empresariais e a saúde.

O Norte é a quarta região do país com o maior número de trabalhadores com menos de 35 anos (31%). Verificou-se um crescimento de 12%, entre 2010 e 2020, do número total de trabalhadores, o que corresponde a mais 121 mil. Existem mais homens a trabalhar na região (54%) do que mulheres (46%) e a faixa etária predominante é a dos 35 aos 44 anos(27%), seguida pela dos 45 aos 54 anos(26%). A fabricação de têxteis, vestuário e calçado (12%), o comércio a retalho (10%) e a construção e promoção imobiliária (10%) são os setores de atividade com mais trabalhadores.

A seguir à Área Metropolitana de Lisboa e às Regiões Autónomas, a região Norte é a que regista o maior salário médio bruto (1096 €), tendo-se verificado um aumento, em termos reais, de 94€, em 2020, face a 2010. Os jovens entre os 15 e os 24 anos são quem ganha menos (859€), sendo que a faixa etária com maior salário médio é a dos 35 aos 44 anos (1.158€). De destacar que o Norte é a quarta região do país com maior discrepância salarial entre homens e mulheres (-176€).

Todos estes dados e muitos outros podem ser consultados no Raio X das Regiões da plataforma Brighter Future da Fundação José Neves .

O portal Brighter Future da Fundação José Neves é a maior base de conhecimento sobre Educação, Empregabilidade e Competências em Portugal, permitindo comparar e relacionar informações sobre cerca de 4.500 cursos e formações, mais de 1800 profissões e mais de 1800 competências relevantes.

Esta ferramenta disponibiliza informação de qualidade, que poderá suportar a tomada de decisões, sobre percursos educativos e profissionais, baseadas em factos. Oferece, ainda, Insights (informação agregada e sucinta sobre matérias mais relevantes), Guias (documentos para ajudar na tomada de decisões conscientes, baseados em factos, que impactam as dimensões educativa, profissional e/ou o desenvolvimento pessoal) e um Simulador de carreira (ferramenta que fornece informação necessária para a identificação e comparação de possíveis caminhos profissionais, bem como dos requisitos para darem esse passo).

São parceiros da FJN no portal Brighter Future, o INE, a DGES, as Universidades do Minho e de Aveiro, as tecnológicas Microsoft, Outsystems e Contentful, entre outros.

Publicidade

Fonte desta notícia: Fundação José Neves

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade