Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

“Condições atmosféricas adversas devido à queda de neve e intensa formação de gelo”

Ponto de situação em Bragança. Está a ser dado cumprimento ao Plano de Intervenção Neve e Gelo (PING), garantindo a desobstrução das principais vias na área urbana (com especial atenção para os acessos aos equipamentos de saúde, escolas e serviços públicos), alargando-se, posteriormente, a área de intervenção a todas as vias.

638

Publicidade

Na sequência da queda de neve precedida de intensa formação de gelo, o Serviço Municipal de Proteção Civil de Bragança delineou previamente um plano de intervenção com vista a minimizar os constrangimentos resultantes das condições adversas, de modo a permitir a circulação de pessoas e viaturas, com a segurança possível.

O Ponto da situação, esta manhã é o seguinte: a operação de intervenção teve início ontem, com a preparação de equipamentos e meios, iniciando os trabalhos no terreno esta madrugada (04h30), com a afetação de 5 viaturas, 28 profissionais e 20 toneladas de sal até ao momento.

Está a ser dado cumprimento ao Plano de Intervenção Neve e Gelo (PING), garantindo a desobstrução das principais vias na área urbana (com especial atenção para os acessos aos equipamentos de saúde, escolas e serviços públicos), alargando-se, posteriormente, a área de intervenção a todas as vias.

Atualmente, no meio urbano, a circulação de viaturas e peões encontra-se condicionada. Quanto à circulação de transportes públicos, devido aos condicionalismos nas vias, não foi possível a sua realização nos primeiros horários, mas serão retomados com a possível normalidade ainda no decorrer da manhã.

À semelhança de intervenções efetuadas em situações similares, a Proteção Civil Municipal tem utilizado todos os meios humanos e materiais de que dispõe, com a colaboração dos Bombeiros, PSP, GNR, Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil das Terras de Trás-os-Montes, e empresa que tem a concessão do serviço de limpeza urbana, no sentido de, com a maior rapidez, proporcionar a melhor circulação possível de pessoas e viaturas, com segurança, quer na cidade quer no meio rural.

Por último, considerando que não é possível garantir a resolução imediata das dificuldades originadas pelas condições atmosféricas adversas e atendendo à elevada extensão do Concelho, é oportuno salientar e agradecer a colaboração dos cidadãos, no cumprimento das regras mínimas e orientações gerais e específicas de proteção civil. A proteção civil é obrigação de todos os cidadãos.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Bragança

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade