Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

CIMDOURO decide pelo encerramento das feiras nos 19 municípios

A decisão foi tomada ontem, durante uma reunião extraordinária do Conselho Intermunicipal do Douro, realizada por videoconferência e que teve como temática a análise das medidas do Governo para o novo período de confinamento.

207

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

Depois da aprovação do novo estado de emergência, que tem inicio ao final do dia desta quinta feira, a Comunidade Intermunicipal do Douro (CIMDOURO) decidiu encerrar as feiras que decorrem em todos os concelhos da sua área geográfica, mantendo apenas em funcionamento os mercados de venda de produtos alimentares.

A decisão foi tomada ontem, durante uma reunião extraordinária do Conselho Intermunicipal do Douro, realizada por videoconferência e que teve como temática a análise das medidas do Governo para o novo período de confinamento.

Trata-se de uma decisão votada pelos 19 municípios integrantes e que pretende evitar a exposição das pessoas às situações de risco, durante este novo período de confinamento.

A realização das feiras está suspensa até dia 30 de janeiro, data apontada pelo governo para o final desta nova situação de emergência.

A CIMDOURO garante que os municípios vão trabalhar, ainda mais, e em conjunto, para fazer face ao surto na região.

A CIMDOURO integra os concelhos de Alijó, Armamar, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Lamego, Mesão Frio, Moimenta da Beira, Murça, Penedono, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Torre de Moncorvo, Vila Nova de Foz Coa e Vila Real, distribuídos por uma área geográfica de mais de 4 000 km2, onde residem cerca de 200 000 habitantes.

Publicidade

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade