Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Centrais Fotovoltaicas de Mogadouro e de Mina Tó são os novos projetos da Efacec na área das Renováveis em Portugal

A Central Fotovoltaica em Mogadouro, com 49MW é a maior central solar PV de região norte de Portugal e é composta por 250 inversores, oito postos de transformação e uma capacidade de produção anual de 80.000MWh e foi instalada numa área de 65 hectares, tendo sido ligada, em tempo recorde, à rede elétrica nacional e com capacidade para fornecer energia a cerca de 20 mil habitações, evitando a emissão de 31 mil toneladas de CO2 por ano.

229

Publicidade

Com uma presença abrangente na cadeia de valor de Energia, Mobilidade e Ambiente, a Efacec foi a empresa escolhida pela Smartenergy e pela Edisun Power para a instalação de mais de 120 mil painéis fotovoltaicos em Mogadouro, constituindo o maior projeto de sempre da Efacec na área do solar fotovoltaico em território nacional, e mais de 43 mil painéis fotovoltaicos serão instalados em Mina Tó.

A Central Fotovoltaica em Mogadouro, com 49MW é a maior central solar PV de região norte de Portugal e é composta por 250 inversores, oito postos de transformação e uma capacidade de produção anual de 80.000MWh e foi instalada
numa área de 65 hectares, tendo sido ligada, em tempo recorde, à rede elétrica nacional e com capacidade para fornecer energia a cerca de 20 mil habitações, evitando a emissão de 31 mil toneladas de CO2 por ano.

Depois do sucesso da central de Mogadouro, com ligação à rede, em tempo recorde, a Smartenergy e a Edisun Power voltaram a eleger a Efacec para a central em Mina Tó, ainda em execução, que está instalada numa área de 56 hectares e será ligada à rede elétrica nacional no primeiro semestre de 2022, tendo capacidade para fornecer energia a perto de 11 mil habitações e evitando a emissão de 17 mil toneladas de CO2 por ano. A infraestrutura é constituída por três postos de transformação, 93 inversores solares e mais de 43 mil painéis fotovoltaicos, cada um com uma potência de 540/545Wp, que se fossem colocados verticalmente e justapostos equivaleriam a uma extensão de 86km (a distância entre Porto e Mealhada pela A1).

Ângelo Ramalho, Chairman e CEO da Efacec, salienta “A Central Fotovoltaica de Mogadouro é o maior projeto da Efacec na área da Energia Solar em Portugal, sendo um projeto muito relevante para o Norte de Portugal, nomeadamente pela proximidade à rede elétrica. Embora de menor dimensão, a Central Fotovoltaica de Mina Tó desempenhará um papel complementar. São dois projetos âncora em Trás-os-Montes que têm na base a aplicação de soluções inovadoras, assumindo uma forte relevância uma vez que potenciam a produção de energia renovável e sustentável, permitindo reduzir a pegada ecológica”.

Nas duas centrais a Efacec foi responsável pela conceção, procurement, instalação e colocação ao serviço das Centrais. Em Mogadouro associada a uma subestação privada de 42MVA a 30/60kV e linha aérea de 60kV, que faz a interligação com a rede elétrica nacional, com potência máxima de 49MWp, pode injetar na rede até 42MVA. Enquanto na Mina Tó tem a subestação privada de 18MVA a 30/60kV e linha aérea de 60kV, que faz a interligação com a rede elétrica nacional. A Central, com potência máxima de 23,4MWp, pode injetar na rede até 18MVA.

Em ambos os projetos, foi implementada uma solução descentralizada, desenvolvida de acordo com o novo regulamento da ligação de geradores às redes da União Europeia.

A Efacec desenvolve soluções para sistemas solares fotovoltaicos, incluindo autoconsumo, sistemas híbridos e instalações fotovoltaicas de grande escala, em regime chave na mão, posicionando-se como player principal no setor de energia, com cerca de 400 MW instalados em todo o mundo e cerca de 200 MW em O&M.

Atua como fornecedor de soluções e de sistemas integrados, em regime EPC (Engineering, Procurement and Construction) e parceiro de serviços O&M (Operations & Maintenance) e está presente em mercados estratégicos como a Europa, os Estados Unidos da América, a América Latina, Ásia, Médio Oriente, Magrebe e África Subsariana.

Publicidade

Fonte desta notícia: Efacec

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade