Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Carro elétrico no inverno: dicas para otimizar o carregamento da bateria durante os meses frios e poupar energia

Há uma série de dicas a seguir nesta altura do ano para optimizar o processo de carregamento de uma bateria eletrónica.

177

Publicidade

O Natal chegou e com ele vem o inverno e os meses mais frios do calendário. Ter um carro elétrico não é um problema nem um impedimento para ter uma boa experiência de condução durante estes meses, mesmo nos países mais frios. Pelo contrário: um veículo elétrico funcionará até cerca de -40°C, mesmo em condições mais frias do que um veículo a diesel, que normalmente tem um limite de -25°C.

Contudo, há uma série de dicas a seguir nesta altura do ano para optimizar o processo de carregamento de uma bateria eletrónica.

Primeiro, uma breve explicação…

Como os fabricantes protegem a bateria de um carro elétrico do frio. O frio aumenta a resistência interna das células da bateria, o que abranda o processo eletroquímico que ocorre durante o tempo de carga. Além disso, o desgaste celular é mais elevado em tempo frio.

Por esta razão, os fabricantes reduzem a taxa de carga a temperaturas abaixo de zero para proteger a bateria. Outra medida que tomam para mitigar o efeito do frio é utilizar um sistema de gestão de bateria que mantém a bateria numa gama de temperaturas ideal, mesmo à noite, quando o carro não está a ser utilizado.

Além disso, a baixas temperaturas, o consumo de combustível aumenta devido ao aquecimento e, portanto, a autonomia do veículo diminui.

Para o condutor, isto traduz-se em menos alcance global, mais perda de energia quando parado e um processo de carga mais lento, pelo menos até a bateria atingir a temperatura certa.

7 dicas
Assim, a Juice Technology, uma das multinacionais líderes na concepção e comercialização de soluções de carregamento para carros elétricos, aponta 7 dicas que o e-condutor deve ter em atenção para optimizar o carregamento da bateria do veículo durante o Inverno:

1. Carregar o veículo quando chegar a casa, quando a bateria ainda estiver quente: O processo de carregamento é mais lento quanto mais fria for a bateria, por outras palavras, uma bateria quente absorve a electricidade mais rapidamente do que uma bateria fria. Assim, se carregar quando chegar a casa, quando a bateria ainda não tiver arrefecido, levará menos tempo a carregar até à potência máxima.

2. Se tiver a opção, carregue durante a noite: Tenha em mente que se a noite tiver sido muito fria (especialmente se o carro estiver estacionado no exterior), necessitará de mais energia até que a bateria atinja a temperatura certa. É por isso que é uma boa opção programar a carga com o seu veículo confortavelmente com AC durante a noite, se tiver um dispositivo de carga em casa ou na garagem do seu edifício. Isto manterá a bateria a uma boa temperatura e reduzirá a perda de autonomia.

3. Antes de partir, tire partido da energia da sua estação de carga: Pré-aqueça o veículo enquanto está ligado à estação de carga, uma vez que depois irá retirar energia directamente da rede através da estação de carga, e não directamente da bateria.

4. Planeie a sua hora de partida e, com ela, o carregamento: Desta forma, o carro será totalmente carregado logo no momento em que começar a conduzir, impedindo que a bateria arrefeça e necessite de energia adicional até atingir a temperatura certa.

5. Planeie a sua rota, incluindo paragens para recarregar o carro: Antes de um carro parar devido à bateria fraca, o sistema terá dado vários avisos e a velocidade máxima permitida terá sido restringida. Mas para evitar surpresas, é bom planear a rota com antecedência, especialmente em viagens longas, incluindo possíveis paragens para recarregar.

6. Utilizar o aquecimento dos bancos enquanto conduz: Desta forma, investirá menos energia do que utilizando o sistema de aquecimento central, especialmente se estiver a viajar sozinho.

7. Se o seu veículo oferecer a função, pré-condicione a bateria antes de carregar através do Hypercharger: Neste momento apenas Tesla, Porsche (com o Taycan) e Daimler (com a série EQ) permitem que as baterias sejam pré-aquecidas antes do carregamento DC, de modo a que o carregamento seja o mais rápido possível.

Publicidade