Informativo Digital do Nordeste Transmontano

Carrazeda de Ansiães quer integrar comunidades migrantes

No debate foram analisados e discutidos assuntos que preocupam os empresários agrícolas locais, como a agilização do processo de recrutamento de mão-de-obra para a campanha que se avizinha nas áreas da produção vitivinícola e da fruticultura.

0 445

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

O Município de Carrazeda de Ansiães pretende integrar as comunidades migrantes na dinâmica económica do concelho, por representarem um importante contributo para o sector agrícola, que na atualidade se debate com uma crónica falta de mão-de-obra em toda a região.

Foi com o objectivo de encontrar soluções com viabilidade social e laboral, que se realizou hoje, dia 24 de Julho, no auditório do CITICA de Carrazeda de Ansiães, uma reunião de trabalho subordinada ao tema “Comunidades Migrantes – sua Integração e Contributo para o Sector Agrícola”.

Nesta sessão estiveram presentes a Secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira, a Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, o Vogal do Alto Comissariado para as Migrações, José Reis, o presidente da Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães, João Gonçalves e os representantes e membros das duas estruturas associativas do concelho de Carrazeda de Ansiães, a Associação de fruticultores, viticultores e olivicultores do Planalto de Ansiães (AFUVOPA) , a Colaborar e Realizar – Associação de Apoio ao Agricultor, os técnicos do CLDS, Contrato Local de Desenvolvimento Local e do Gabinete de Inserção Profissional (GIP).

No debate foram analisados e discutidos assuntos que preocupam os empresários agrícolas locais, como a agilização do processo de recrutamento de mão-de-obra para a campanha que se avizinha nas áreas da produção vitivinícola e da fruticultura, além de questões relacionadas com o alojamento dos trabalhadores contratados sazonalmente.

Recorde-se que Carrazeda de Ansiães possui uma comunidade de trabalhadores com origem na Bulgária e na Roménia, a par de outros trabalhadores sazonais com outras origens que fazem face às campanhas anuais das tarefas agrícolas relacionadas com a vindima e a apanha da maçã, dois dos produtos agrícolas que Carrazeda de Ansiães produz em quantidade e qualidade, representando  uma importância crucial na economia do concelho.

Publicidade

Comentários
carregar...

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade