Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Caminhadas e fins de semana gastronómicos: seis meses de agenda preenchida em Macedo

Autarquia do Nordeste Transmontano apresenta um conjunto de iniciativas que visam promover o território, o Geopark Terras de Cavaleiros e produtos da região

463

Publicidade

São seis meses de muita atividade no Município de Macedo de Cavaleiros e onde a promoção do território e dos produtos endógenos é o mote central. As atividades arrancam já nos dias 22 e 23 de outubro com a Feira da Amêndoa e dos Produtos da Terra, na aldeia da Amendoeira. Mas o prato forte é servido no início de novembro, de 4 a 6, com o arranque dos fins de semana gastronómicos.

Promovidos pela Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros e pelo Geopark Terras de Cavaleiros, a iniciativa visa promover a gastronomia local e os seus produtos mais autênticos. “Queremos criar aqui dinâmicas de turismo gastronómico que representem uma mais-valia para os empresários do concelho, pois são já muitas as pessoas que vêm de longe, incluindo de Espanha, para provar o que se faz na nossa cozinha”, diz o presidente da autarquia, Benjamim Rodrigues.

O primeiro fim de semana será dedicado à castanha, seguindo-se, de 8 a 11 de dezembro, o Fim de Semana Gastronómico do Azedo, um dos produtos do fumeiro transmontano, feito à base da massa de alheira, mas sem o alho. “Trata-se de um produto que tem vindo a ganhar um destaque muito interessante no panorama nacional e que é já referência gastronómica em alguns restaurantes de Macedo de Cavaleiros”, explica Benjamim Rodrigues.

E como o rigoroso inverno transmontano convida a comida de conforto, segue-se logo em janeiro, de 13 a 15, a Rota das Casulas e do Butelo, um prato que combina um enchido feito com ossinhos do espinhaço e costela de porco, com um feijão seco com casca que, depois de demolhado durante várias horas, é cozido juntamente com o enchido, na água da segunda cozedura deste.

E porque a gastronomia é um dos grandes atrativos do concelho, o cartaz prossegue com a Rota do Javali, de 26 a 29 de janeiro, o Festival do Grelo, entre 17 e 21 de fevereiro e, a finalizar, o Cabrito à Mesa, nos dias 7, 8 e 9 de abril.

E com tanto e tão variados pratos a irem à mesa, o melhor mesmo é pensar em atividades que ajudem a desgastar aquelas calorias adicionais. A pensar na saúde de todos, a autarquia e o Geopark Terras de Cavaleiros irão promover, em paralelo, o Festival das Caminhadas. Também ao longo de seis meses estão previstas seis caminhadas pelo território. “É uma das formas de promover um território que conta com a chancela do estatuto de Geoparque Mundial da UNESCO”, sustenta Benjamim Rodrigues.

As caminhadas estão agendadas para os fins de semana de 12 e 13 de novembro, 17 e 18 de dezembro, 21 e 22 de janeiro, 18 e 19 de fevereiro e 18 e 19 de março. O autarca recorda que “o concelho tem paisagens lindíssimas e pontos históricos e geológicos únicos, que valem mesmo a pena serem descobertos”.

Mas a agenda macedense para os próximos meses tem mais ofertas. Até final do ano, está prevista a realização de quatro edições do Mercado de Produtos da Terra, iniciativa realizada em conjunto com a Associação Comercial de Macedo e que pretende ajudar os produtos do concelho a escoarem os seus produtos.

Com duas edições mensais, o Mercado regressa ao Parque Municipal de Exposições já a 6 de novembro, repetindo-se depois no dia 20 do mesmo mês e a 4 e 18 de dezembro. “Temos produtos hortícolas, de pecuária, do nosso fantástico fumeiro, bem como compotas, mel e doçaria tradicional”, frisa Benjamim Rodrigues.

Para lá da Feira da Amêndoa e dos Produtos da Terra, na aldeia da Amendoeira, a 22 e 23 de outubro, o concelho de Macedo de Cavaleiros vai ainda contar com as VIII Jornadas Micológicas da Associação Cultural, Desportiva e Recreativa de Vale Padrinhos, no dia 5 de novembro. Uma iniciativa dedicada aos cogumelos e cujo dia finda com a realização da maior Açorda no Pote com cogumelos.

Nesse mesmo fim de semana, também a aldeia de Corujas recebe a promoção de um importante produto endógeno do concelho: a castanha. Nos dias 5 e 6 de novembro, o GPS dos amantes deste fruto está direcionado para o concelho de Macedo de Cavaleiros, para mais uma edição da Feira da Castanha.

É muito importante ver o concelho com todo este dinamismo, com a realização destas feiras e mercados, que são resultado da conjugação das vontades de várias instituições que têm colocado os seus esforços na promoção do território, do que de melhor aqui se produz e na criação de eventos que ajudem a dinamizar as aldeias e, claro, o próprio concelho”, sustenta Benjamim Rodrigues.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Macedo de Cavaleiros

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade