Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Câmara e Frutaria 93 unidos na promoção da marca “GEOfood” e dos produtores locais

Cabazes de produtos locais podem ser recebidos em casa com comodidade e garantia de excelência. Os cabazes têm um custo de 10, 15 ou 20 euros, consoante a sua dimensão, e podem ser entregues todas as semanas, de quinze em quinze dias ou uma vez por mês.

1.139

Publicidade

A Câmara de Macedo de Cavaleiros, através do Geopark Terras de Cavaleiros e em estreita parceria com a Frutaria 93, arranca com mais uma iniciativa tendo em vista o apoio aos produtores locais, lançando já na próxima 6.ª feira, dia 03 de junho, a ação “Cabazes 100% GEOfood”. “Não só estamos a ajudar os produtores locais a escoarem com maior facilidade os seus produtos, como estamos ainda a contribuir para o cumprimento das boas práticas do Geopark Terras de Cavaleiros no que à certificação UNESCO diz respeito”, explica o presidente da Câmara de Macedo de Cavaleiros, Benjamim Rodrigues.

A iniciativa vai ser apresentada, pelas 17 horas, no Largo dos Segadores, em Macedo de Cavaleiros. Os ‘Cabazes 100% GEOfood’ “vão ser compostos única e exclusivamente com produtos da época e de origem local”, explica Benjamim Rodrigues. De acordo com o autarca, também presidente do Geopark Terras de Cavaleiros, “esta iniciativa decorre no âmbito do Projeto GEOfood, uma marca internacional para a alimentação com referência tradicional em Geoparques Mundiais da UNESCO”. “É uma marca que pretende promover a relação entre a geodiversidade dos Geoparques e as comunidades locais, através do incentivo a uma alimentação local, de qualidade e sustentável”, refere ainda Benjamim Rodrigues. A promoção das comunidades locais e de toda esta estreita relação de cooperação é, aliás, uma das condições para que a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura renove a concessão do selo UNESCO aos geoparques.

A Frutaria 93 foi inaugurada durante a fase da pandemia e, de acordo com Benjamim Rodrigues, “tem sido um parceiro fantástico na promoção e apoio aos produtores locais”. Por tudo isso, frisa, “é um parceiro natural do Geopark e da autarquia para mais esta aposta no nosso concelho”.

Os cabazes têm um custo de 10, 15 ou 20 euros, consoante a sua dimensão, e podem ser entregues todas as semanas, de quinze em quinze dias ou uma vez por mês. “Os compradores podem receber a encomenda comodamente em casa ou, em alternativa, levantar na loja”, adianta o presidente da Câmara de Macedo de Cavaleiros. A composição dos cabazes, composto por frutas e legumes, é decidida por cada cliente, em função de uma lista previamente definida.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Macedo de Cavaleiros

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade