Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Jardim de Infância de Podence vai ser encerrado no final do ano letivo

O encerramento do Jardim de Infância de Podence decorre do reordenamento e reajustamento da Rede Escolar da Educação Pré-escolar e das Escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico promovido pela DGEstE. Câmara de Macedo garante que fecho do Jardim de Infância de Podence visa proteger superior interesse das crianças

1.401

Publicidade

A salvaguarda das crianças, a sua proteção e segurança bem como a criação de melhores condições para a sua sociabilização estão na base da proposta do Conselho Municipal de Educação de Macedo de Cavaleiros do encerramento do Jardim de Infância de Podence. A garantia é da vereadora com o Pelouro da Educação na Câmara de Macedo de Cavaleiros, Sónia Salomé, que refere que o crescente número de turistas a visitar a aldeia de Podence, bem como a utilização de espaços comuns aos do Jardim de Infância, levantava sérias reservas quanto à salvaguarda da segurança das 12 crianças que frequentam aquele estabelecimento escolar.

A decisão final da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), que irá proceder ao encerramento do Jardim de Infância de Podence no final do ano letivo, foi comunicada apenas a 5 de maio à autarquia.

A vereadora com o Pelouro da Educação, Sónia Salomé, compreende alguma indignação dos pais e encarregados de educação, mas assegura que a decisão vai ser benéfica para as crianças, pois “a sua integração no Pólo 1 (Centro escolar de Macedo de Cavaleiros – Escola Básica de Macedo de Cavaleiros) vai-lhes permitir conviver com mais crianças, lidar com novas realidades e frequentar um espaço educativo com muito melhores condições do que em Podence”.

O encerramento do Jardim de Infância de Podence decorre do reordenamento e reajustamento da Rede Escolar da Educação Pré-escolar e das Escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico promovido pela DGEstE. Das 12 crianças que frequentam este espaço, explica Sónia Salomé, “apenas uma reside em Podence, enquanto as restantes vêm transportadas para ali de outras aldeias”. “Estamos a falar de apenas mais 10 minutos de viagem até ao centro de Macedo de Cavaleiros”, acrescenta.

A vereadora macedense recorda que o problema no Jardim de Infância se agudizou nos últimos meses. Primeiro, porque a intervenção feita no início do ano letivo para melhorar a eficiência energética do espaço se revelou insuficiente. Na altura, foram substituídas as janelas que se encontravam partidas ou bastante deterioradas, “mas tal intervenção não foi suficiente para criar melhores condições no Jardim de Infância”.

Além disso, relembra, após o alívio das restrições impostas nos últimos dois anos, “Podence foi registando um crescente número de turistas, que ali se deslocam muito graças ao protagonismo que a aldeia ganhou com a atribuição do selo UNESCO às festividades de Inverno, ao Entrudo Chocalheiro e aos Caretos de Podence”, frisa.

Há uma crescente partilha de espaços físicos com os turistas e que, no entender do Conselho Municipal da Educação, levanta sérias reservas quanto à salvaguarda e à segurança das crianças”, afirma Sónia Salomé. A vereadora recorda que em março passado esta estrutura municipal analisou o caso e foi entendimento unânime que não estavam garantidas as condições mínimas necessárias para o funcionamento do espaço educativo com total garantia de segurança e proteção das crianças.

A verdade é que as crianças não só não têm privacidade, como não estão seguras, pois constantemente se cruzam com pessoas externas ao Jardim de Infância”, frisa Sónia Salomé. A juntar a estes problemas, “estão ainda sujeitas ao rigor das condições meteorológicas, de extremos tanto no verão como no inverno”, sublinha a vereadora. “Acreditamos que a transferência destas crianças para o Pólo 1 do Agrupamento de Escolas de Macedo, localizado na sede do concelho, vai permitir que as crianças que estavam no Jardim de Infância de Podence reforcem os laços de sociabilidade”, adverte.

Cerca de duas dezenas de pais e habitantes de Podence protestaram hoje contra encerramento da escola no próximo ano letivo, alegando que não se justificam os motivos que estão ser argumentados por parte das entidades oficiais para o encerramento deste estabelecimento de Ensino.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Macedo de Cavaleiros

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade