Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Câmara de Macedo de Cavaleiros aprova orçamento de 31,7 milhões de euros

Previsão representa acréscimo de cerca de 2,5 milhões. Foco no apoio às aldeias e no lançamento de novas obras nas escolas Básica e Secundária e no abastecimento e gestão de água.

296

Publicidade

A Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros aprovou ontem o orçamento municipal para 2023, cuja previsão orçamental ronda os 31,7 milhões de euros. “Trata-se de um acréscimo de cerca de 2,5 milhões de euros face ao valor do ano passado, com o objetivo de concluir as obras que estão em execução e lançar outras”, diz o presidente da autarquia macedense, Benjamim Rodrigues.

De acordo com o autarca, as Grandes Opções do Plano (GOP), agora aprovadas em Assembleia Municipal, depois de já terem tido parecer positivo também em reunião de câmara, “representam um forte investimento em todas as aldeias do concelho, seja por iniciativa própria da autarquia, seja em cooperação com as juntas de freguesia locais”. Para esta rubrica, frisa Benjamim Rodrigues, “está prevista uma verba de 1,85 milhões de euros, contando-se ainda com um reforço de verba para os Gabinetes de Apoio ao Cidadão nas freguesias”.

Benjamim Rodrigues esclarece ainda que “há um conjunto de obras cuja conclusão deveria ter ocorrido durante este ano de 2022, mas por motivos diversos só vão ser terminadas no próximo ano”. “Entretanto, iremos avançar com vários projetos, tanto ao abrigo do Plano Plurianual de Investimentos (PPI) como do Plano de Atividades Municipal (PAM)”, acrescenta o autarca. Entre esses projetos estão os investimentos nas escolas Básica e Secundária (cerca de 1,7 milhões), no Mercado, em vários arruamentos, bem como no abastecimento e gestão de água, incluindo a aquisição de vários dataloggers e a substituição de condutas de água em várias freguesias macedenses.

Na vertente educativa e social, a Câmara de Macedo de Cavaleiros irá reforçar em cinco mil euros a atribuição de bolsas de estudo, para um total de 55 mil euros; bem como o reforço do projeto “Universidade Sénior” e a atribuição de bolsas de estudo a alunos provenientes dos Palop. “Queremos ainda investir na substituição de quatro autocarros que se encontram ao serviço do transporte escolar”, adianta o autarca macedense. “Vamos também investir 50 mil euros na requalificação de habitações degradadas e cerca de 27 mil euros no apoio ao arrendamento”, lembra Benjamim Rodrigues, que destaca ainda os protocolos celebrados com a Cruz Vermelha e a Santa Casa da Misericórdia de Macedo de Cavaleiros, num valor global de 42 mil euros.

No âmbito das GOP, está ainda previsto um investimento de 350 mil euros na conclusão da construção de um campo sintético no complexo desportivo e um de 50 mil euros na construção do parque radical, obra que será executada ao abrigo do Orçamento Participativo.

Uma das vertentes com significativo impacto na componente financeira, “diz respeito à amortização de dívidas referentes ao abastecimento de água e que irá rondar os 908 mil euros”. Há, ainda, uma cativação na ordem dos 600 mil euros, referente à aquisição de terrenos no parque urbano, cujo processo está a correr termos em tribunal.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Macedo de Cavaleiros

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade