Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

“Bragança Liberdade para Recomeçar”. Um projeto piloto inédito, promovido pelo Município

"Bragança Liberdade para Recomeçar". Um projeto piloto inédito, promovido pelo Município de Bragança, que irá transformar quatro famílias em “verdadeiros brigantinos” e dar-lhes a conhecer a qualidade de vida do Nordeste Transmontano, enquanto vivem o seu dia-a-dia em trabalho remoto.

2.186

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

b

aUm jornalista, uma assessora de comunicação e um gato, na cidade de Bragança, junto ao Rio Fervença. Uma antropóloga e um produtor audiovisual, com duas filhas, na mítica aldeia transfronteiriça de Rio de Onor. Dois produtores criativos, de vídeo e fotografia, num pombal em Santa Comba de Rossas. Um fotógrafo profissional e uma instrutora de yoga online, acompanhados pela filha, pelo cão e pelo gato, na imponente aldeia de Montesinho.

Todos eles a viver em Bragança durante um mês, em teletrabalho, à procura de “Liberdade para Recomeçar”. Já estão a viver em Bragança as quatro famílias selecionadas, de um lote de 1879 candidaturas, que dão corpo ao desafio “Bragança. Liberdade para Recomeçar”. Um projeto piloto inédito, promovido pelo Município de Bragança, que irá transformar os participantes em “verdadeiros brigantinos” e dar-lhes a conhecer a qualidade de vida do Nordeste Transmontano, enquanto vivem o seu dia-a-dia em trabalho remoto.

Depois de chegados aos locais selecionados por cada uma das famílias participantes, no passado sábado, dia1 de maio, o grupo foi recebido esta segunda-feira, dia 3, na Sala de Atos do Município de Bragança, por Hernâni Dias, Presidente da Câmara Municipal, e por Miguel Abrunhosa, Vereador das áreas de Promoção Económica e Turismo.

Uma sessão de boas-vindas, onde os intervenientes puderam conhecer, em maior detalhe, as riquezas do concelho e algumas das surpresas que Bragança tem prontas a ser descobertas.

Bem-vindos a este Reino Maravilhoso. É, de facto, para vós participantes, uma oportunidade única de conhecer a real qualidade de vida que Bragança tem para oferecer a quem opta por aqui viver e trabalhar”, referiu Hernâni Dias, na sessão de boas-vindas, sublinhando que, em Bragança, “é possível estar ligado e trabalhar para qualquer parte do mundo, ao mesmo tempo que se usufrui de um território ímpar, ideal para se refugiar do ritmo frenético do dia-a-dia, mantendo todas as ferramentas de trabalho necessárias”, reiterou, sublinhando que “esta iniciativa pretende dar a conhecer todo o potencial do território e, através da partilha da experiência, inspirar quem tiver possibilidade de manter o trabalho remoto mesmo depois da pandemia, a viver em Bragança”.

2_1

Nota de Imprensa - A Aventura começa agora - Bragança Liberdade para Recomeçar_03052021 (1)-page-003

Ver galeria  

c

cA campanha “Bragança, Liberdade para Recomeçar”, apresentada a 22 de março, recebeu, em apenas oito dias, 1879 candidaturas.

De salientar que foram registadas inscrições de diferentes pontos do mundo, nomeadamente do Brasil, de Espanha, do Reino Unido, da Alemanha, da Polónia, da Rússia, da Noruega, entre muitos outros. De Portugal, das 1576 candidaturas, 43% foram provenientes do Distrito de Lisboa e 22% do Porto.

A média de idades dos candidatos foi de 36 anos, num intervalo compreendido entre os 17 e os 73. Dos candidados, 57% eram solteiros e 33% casados. 34% com filhos.

As áreas de formação e trabalho dos candidatos foram muitas: arquitetura, engenharia, informática, educação, gestão, fotografia, literatura, direito, comunicação, entre outras.

Bragança. Liberdade para Recomeçar ” é uma Small Scale Action incorporada no projeto “Find your Greatness”, o primeiro programa europeu de desenvolvimento da marca estratégica para cidades inteligentes, inserido no Programa de Cooperação URBACT.

O programa “Find your Greatness” reúne os desafios identificados por Alba Iulia (Roménia), a cidade líder deste programa, que inclui sete cidades da União Europeia: Bragança (Portugal), Voru (Estónia), Wroclaw (Polónia), Candelária (Ilhas Canárias), Perugia (Itália), Limerick (Irlanda) e Budafok (Hungria). O objetivo é melhorar a estratégia de marketing territorial das cidades, com recurso à cooperação entre as cidades europeias, definida com base no potencial de cada uma, e criar com sucesso o primeiro programa de construção de estratégia de branding da Europa para cidades inteligentes.

Publicidade

Fonte desta notícia: Nota de Imprensa Município de Bragança

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade