Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Bragança financia a 100 % a vacinação animal

Através de um protocolo, o Município de Bragança pretende apoiar os criadores e produtores pecuários do Concelho, suportando os custos obrigatórios relacionados com a sanidade animal, reduzindo, assim, o seu impacto negativo na rentabilidade das explorações e mitigando os prejuízos relacionados com as quebras nas vendas de carne e escoamento de produtos, devido à pandemia provocada pelo novo Coronavírus.

223

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

O Município de Bragança suportou, na totalidade, os custos relacionados com a vacinação animal (que seriam assumidos pelos criadores), num investimento global de 70 mil euros.

No total, 2.850 bovinos, com idade igual ou superior a dois anos, e 30.100 pequenos ruminantes (ovinos e caprinos), jovens e adultos, legalmente registados no Concelho de Bragança, foram vacinados no âmbito do protocolo celebrado, em maio de 2020, com o Agrupamento de Defesa Sanitária – Associação de Criadores de Gado de Bragança, que visou o desenvolvimento (até ao final do mês de dezembro de 2020) de ações de profilaxia médica e sanitária de rastreio da tuberculose bovina, brucelose bovina, leucose enzoótica bovina dos ovinos e caprinos.

Através deste protocolo, o Município de Bragança pretendeu apoiar os criadores e produtores pecuários do Concelho, suportando os custos obrigatórios relacionados com a sanidade animal, reduzindo, assim, o seu impacto negativo na rentabilidade das explorações e mitigando os prejuízos relacionados com as quebras nas vendas de carne e escoamento de produtos, devido à pandemia provocada pelo novo Coronavírus.

Recorde-se que têm vindo a ser desenvolvidos, em todo o País, diversos programas de erradicação e vigilância de doenças de animais e ações de controlo para a prevenção de doenças constantes do Programa Nacional de Saúde Animal (PNSA), nomeadamente em bovinos, ovinos e caprinos.

A execução do PNSA (que implica a realização de um conjunto de ações de caráter profilático e sanitário, análises laboratoriais e abate sanitário de animais) representa um custo que é suportado, em grande parte, pelos criadores e produtores que detêm os animais e a que estão legalmente obrigados.

Em 2021, o Município de Bragança vai continuar a financiar a 100 por cento a vacinação animal no Concelho.

Publicidade

Fonte desta notícia: Nota de Imprensa CM Brgança

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade