Informativo Digital do Nordeste Transmontano

Boticas põe em ação plano de contingência para prevenção e controlo de infeção pelo novo Coronavírus

O município optou por enveredar pela implementação de medidas consideradas fundamentais na prevenção do contágio por COVID-19 e vai realizar ações de sensibilização junto da comunidade escolar

0 548

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

As Piscinas, pavilhões multiusos e gimnodesportivo vão ser encerrados em Boticas, distrito de Vila Real. A decisão resultou de uma reunião entre as diversas entidades ligadas à proteção civil e à saúde pública do concelho transmontano, que apresentou um Plano de Contingência no âmbito da prevenção e controlo de infeção pelo novo Coronavírus (COVID-19).

O município optou por enveredar pela implementação de medidas consideradas fundamentais na prevenção do contágio por COVID-19 e vai realizar ações de sensibilização junto da comunidade escolar, relativas aos procedimentos a tomar no âmbito da prevenção de infeções pelo novo coronavírus, mas também de limpeza, higienização e uso de equipamentos de proteção individual, refere fonte do município.

Fernando Queiroga, presidente da Câmara Municipal de Boticas, citado pelo sitio web do município, diz que “não há qualquer razão para alarmismos e esta situação tem que ser encarada dentro da normalidade, embora seja necessário preparar os mecanismos e o Plano de Contingência para poder fazer-se face a qualquer eventualidade. Entre as medidas que já avançaram conta-se o reforço dos planos de higienização e limpeza tanto dos edifícios públicos como das viaturas da Câmara Municipal, sobretudo aquelas que são destinadas a transporte de crianças”.

Segundo o autarca, “a Câmara mantem-se em estreito contacto com as diferentes entidades para acompanhar a cada momento a evolução da situação, não apenas no nosso concelho, mas também no país, para poder tomar atempadamente as decisões e avançar com as medidas que se revelem adequadas a cada momento”, sublinhou Fernando Queiroga.

A implementação destas medidas de contingência resoltou de um acordo conjunto tomado em reunião onde estiveram representantes do município e representantes das autoridades locais de saúde, Autoridade Nacional de Proteção Civil, GNR, Bombeiros de Boticas, Agrupamento de Escolas Gomes Monteiro, Santa Casa da Misericórdia, Capolib e Associação Empresarial Mais Boticas.

Publicidade

Fonte desta notícia: C.M. Boticas
Comentários
carregar...

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade